25/8/19
 
 
Baía da Barca | A Baía no Pico

Baía da Barca | A Baía no Pico

06/10/2015 15:31

Em pleno Oceano Atlântico, na ilha do Pico, os viajantes vindos de todo o Mundo podem viver um sonho tornado realidade.

A necessidade de criar um local que recebesse de forma genuína e acolhedora todos os visitantes da ilha, levou a que João Paulo e os seus pais embarcassem no seu sonho e, com muita perseverança e dedicação (foram precisos 10 anos para se conseguir autorização para construção), atracassem no porto seguro da sua Baía da Barca.

Em pleno Oceano Atlântico, na ilha do Pico, os viajantes vindos de todo o Mundo podem viver um sonho tornado realidade. Numa das melhores ilhas do mundo para o turismo sustentável, localizado a 8 Km de distância do aeroporto, encontrarão na Baía da Barca (galardoado já com a Chave Verde e com o Miosótis Azores), a Natureza no seu estado mais puro e a tranquilidade que sempre sonharam.

Aqui, as ondas da baía durante o Inverno e as águas cristalinas no Verão proporcionam tranquilidade e beleza únicas na qual poderá assistir em primeira fila no Baía da Barca.

Sustentabilidade

Ao falar com o João, sentimos que para além do amor que sente pela sua terra, as preocupações para com o Meio Ambiente são uma prioridade, esforçando-se por promover o desenvolvimento sustentável deste seu projeto de vida. Exemplos disso mesmo, são os reservatórios para armazenamento da água da chuva para uso interno ou a utilização de bombas de calor e painéis solares que fornecem água quente aos seus hóspedes.

O Baía da Barca foi criado com o intuito de promover o Turismo de Natureza e educar a população para as vantagens de se viver em harmonia com ela. Ao visitar este espaço irá reparar que todas as lâmpadas são de baixo consumo e a água da piscina é extraída diretamente do mar evitando a utilização de produtos químicos no seu tratamento.

A sua arquitetura alia o moderno ao que mais de natural a ilha possui, a rocha vulcânica, tendo sido construído e decorado com o basalto da região e madeiras locais.

Como chegar

A ilha do Pico situa-se quatro horas de distância do Continente Americano e a duas horas do Continente Europeu, de avião. A SATA Air Açores é a companhia aérea responsável pelos voos internos entre as ilhas do arquipélago. 

O que fazer

Uma visita à Vila da Madalena, com o seu estilo de vida pacato e muito sossegado, é o ideal para quem necessita de fugir ao stress das grandes cidades e não queira ficar completamente isolado do contacto humano. Para além disso, os restaurantes desta vila são considerados os melhores da ilha.

Para quem necessita de um pouco mais de adrenalina, poderá ir sempre observar as baleias, golfinhos e tubarões, fazer um dos vários percursos pedestres na montanha ou visitar a paisagem protegida da cultura da vinha da ilha do Pico (Património Mundial, UNESCO).

Para além da ilha do Pico, as ilhas do Faial e de São Jorge formam um triângulo interessante para se visitar, sendo possível fazer essa viagem através de barco.

Facilidades

Os quatro apartamentos T1 estão equipados com casa de banho completa, kitchenette, sala de estar com lareira e quarto de cama. Os dois T2 têm exatamente as mesmas condições, apenas com mais um quarto e uma área interior maior. No espaço exterior pode usufruir da magnífica vista do terraço, do jardim e da sua piscina exterior. Este empreendimento tem ainda sauna, banheira de hidromassagem, lavandaria, bar, estacionamento grátis e free wifi.

 

João, o empreendedor apaixonado

Ao sair da ilha para estudar Gestão em Lisboa (2001-2005), João foi se apercebendo, durante as suas deslocações à terra Natal, “do diamante que esta ilha é, principalmente após os mergulhos que fazia no mar”.

Após terminar a licenciatura e concluir um estudo de viabilidade sobre o negócio ainda esperou pelas “normais” burocracias institucionais, tendo apenas iniciado a obra em Janeiro de 2008, a qual terminou em Junho de 2009. Mesmo assim, o espírito de inconformidade obriga-o a não estar parado e este ano concluiu a zona de lazer do empreendimento, composta pelas mesas de pedra tradicionais da região.

João Paulo, em conjunto com os seus pais, é mais do que um exemplo de empreendedorismo bem sucedido. Acima de tudo, é um exemplo de como um homem apaixonado pela sua terra pode fazer as coisas acontecerem e contribuir para a dinamização de uma ilha que é já uma referência mundial do Turismo Sustentável. 

 

Artigo escrito ao abrigo da parceria entre a Greenstays e o Jornal i para o Projecto Crónicas da Atlântida.  

As Crónicas da Atlântida

Um projecto em que o fotojornalista António Luís Campos documenta fotograficamente o dia-a-vida das nove ilhas dos Açores - começam aqui, agora. Durante nove meses serpentearão por todas as ilhas do arquipélago, da maior para a mais pequena, em ventos que sopram de Leste para Oeste.

Acompanhe esta viagem fotográfica em www.ionline.pt/atlantida

 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×