2/3/21
 
 
Slimani. Sporting apanha Benfica em hat-tricks no século XXI
Slimani festeja o segundo golo ao Vitória

Slimani. Sporting apanha Benfica em hat-tricks no século XXI

Slimani festeja o segundo golo ao Vitória Antonio Cotrim/Lusa Rui Miguel Tovar 06/10/2015 15:05

O argelino estreia-se nestas andanças com o Vitória e está 14-14. Quem é então a terceira força, o Porto? Não, só cinco. 

Resposta certa: é o Belenenses, com seis.

Às tantas, Rui Costa agarra-se à coxa. Acto contínuo, o árbitro de Lisboa anda até à linha lateral e conversa com os seus assistentes. Um deles entra em campo e assume o comando da partida.

Chama-se Hélder Malheiro, é uma estreia em absoluto na 1.a divisão. Menos de dois minutos depois, Bouba Saré vê o cartão vermelho.Assim, directo. Assombroso. Diz a imprensa lá fora. Vá, é só o inglês “The Guardian”. Nós, por cá, damos mais ênfase a Islam Slimani.

O argelino assina o primeiro hat-trick da época no campeonato e o primeiro desde o do venezuelano Mario Rondón no Arouca-Nacional (3-3), em Fevereiro último. Boa, e agora?

É o 14.o hat-trick doSporting no séculoXXI. O Benfica é apanhado. E agora? Agora é que vão ser elas. Ah pois.

13 JANEIRO 2001

Na ressaca da saída de José Mourinho, após o 3-0 aoSporting na Luz, o comando técnico do Benfica é entregue ao 112 Toni. A visita do Aves acontece um mês depois e Van Hooijdonk faz a festa, com dois golos de cabeça e outro de penálti (5-1).

27 JANEIRO 2001

OSporting empata este dérbi peculiar, através deAcosta. No regresso ao onze, o argentino entende--se às mil maravilhas com JVP. O 1-0 e o 3-1 final resultam de jogadas entre eles, o 2-0 é de penálti a castigar falta sobre JVP de Rogério Matias.

3 MARÇO 2001

Outro regresso ao onze, outro hat-trick. Agora de um brasileiro. Edmilson, olé. O Sporting ganha 5-2 em Vidal Pinheiro no dia em que Manuel Fernandes lança Chiquinho, de apenas 18 anos (o rapaz acaba a carreira aos 31, no Thrasivoulos, da 2.a divisão grega). A figura é Edmilson e o melhor golo é o primeiro, aos 5’, após toque de calcanhar de Spehar.
25 agosto 2001

O Vitória de Jesus vai à Luz e tem o mérito de abrir e fechar o marcador. Pelo meio, Mantorras vezes três. Nos dois primeiros golos, ambos na primeira parte, Zlatko Zahovic serve-o com conta, peso e medida. O terceiro é um fenomenal livre directo, a 25 metros.

23 SETEMBRO 2001

O Sporting adianta-se de novo no marcador. Em Faro, noSão Luís, oSporting ganha 3-1 com hat-trick de Jardel. E se o primeiro é de penálti, a punir falta sobre Niculae, os outros dois são de cabeça, ambos lances-fotocópias entre Pedro Barbosa e Paulo Bento.

26 JANEIRO 2002

Nãaaaa, não pode ser. Mas é. Mesmo. J-a-r-d-e-l.Em Alverca, o 16 abre o marcador de cabeça aos 26’ e aumenta a contagem da mesma forma aos 49’. Num lance, a assistência é de Hugo Viana, no outro é de JVP. Quando Caju responde à letra e reduz, o rei da selva encolhe-se e salva-se do empate com um penálti apitado por Olegário Benquerença. A RTP mostra o corte de Peixe antes de tocar em JVP.Seja como for, Jardel fixa o 3-1.

2 fevereiro 2002

Sporting e Jardel, a dupla que o país consagra. A União de Mário Reis naufraga em Alvalade (4-1), com Jardel a bisar de cabeça entre um (outro) penálti.

2 FEVEREIRO 2003

O Paços ganhara 4-0 na primeira volta (hat-trick de Mauro) e o Sporting acha-se no direito de dar o troco na mesma moeda. Jardel, fora de combate há meses e meses por mais que evidentes problemas pessoais, associa--se à festa na estreia de JVP a capitão – é dele o lance do inexistente penálti (3-0), assinalado por Carlos Xistra.

22 FEVEREIRO 2003

O Vitória de Campos ganha avanço aos 22 minutos (2-0) e o Benfica só reduz antes do intervalo, num magnífico livre directo de Simão. O 4-2 também é da sua lavra, de penálti, por falta de Carlos sobre Geovanni. O n.o 20 completa a noite de glória aos 90’+5 com uma corrida desde o meio-campo até aos pés de Pedro Espinha (6-2).

1 JUNHO 2003

Na última jornada da liga há a expectativa de Simão se sagrar o melhor marcador. Tal não sucede por culpa da ineficácia do capitão (zero golos no 4-0 ao Vitória de Guimarães, no Jamor), ultrapassado na curva pelo senegalês Fary (Beira-Mar). Sem pontaria afinada, Simão esmera-se na arte da assistência. Duas para Fehér, que iniciara o festival a passe de Armando.

10 ABRIL 2004

É a noite de Liedson, com três golos e uma assistência no 4-0 ao Estrela em Alvalade. Curiosidade: o hat--trick tem a preciosa contribuição de JVP, autor dos três passes, sem que nenhum deles iguale o de calcanhar de Liedson para o 3-0 de Niculae.

1 MAIO 2005

Habitual suplente no onze de José Peseiro, o chileno Mauricio Pinilla é titular em Braga, no intuito de poupar Liedson para o jogo em Alkmaar, na meia-final da Taça UEFA. A táctica resulta em pleno e ainda hoje é o único hat-trick de carreira de Pi, Pi, Pinigolo (3-0). “Foi o dia mais lindo.” Está tudo dito.

18 SETEMBRO 2005

O Benfica de Ronald Koeman sai com a bola e não a dá em nenhum momento à União de José Gomes. O central Anderson assina o 1-0, Nuno Gomes faz o resto, com dois encostos à boca da baliza e um chapéu de canela a Fernando.

22 ABRIL 2007

Paulo Bento senta Yannick e lança Alecsandro a titular, ao lado do compatriota Liedson.Quem sofre é a Naval (4-0). Primeiro, com uma bola ao poste.Depois, com três golos de Alec e mais um de Moutinho (penálti). Sétima vitória seguida do leão antes da visita à Luz.

31 AGOSTO 2009

Carlos Azenha é um dos adjuntos de Jorge Jesus no Vitória de Setúbal em 2001-02. Alguns anos depois, os dois encontram-se em pólos opostos. Um no Benfica, o outro no Vitória (como treinador principal). O resultado é um redondo 8-1. O paraguaio Cardozo faz três (acerta finalmente um penálti, depois de falhar dois nas jornadas anteriores) e ainda oferece um a Ramires.

26 OUTUBRO 2009

O Benfica de Jesus mete a sexta mudança (6-1 ao Nacional).Oscar Cardozo mantém o registo de marcar aos três de cada vez, agora com dois penáltis pelo meio, um deles cavado por Aimar. No único golo de bola corrida, o paraguaio é servido por Fábio Coentrão, também o autor do cruzamento para o 2-1 de Saviola.

6 DEZEMBRO 2009

A águia Vitória não liga ao poleiro e aterra no relvado.Será um mau prenúncio? Nada disso. A chuva cai com insistência, a Académica de Villas--Boas só usa slicks e Cardozo completa o terceiro hat-trick: um golo com o pé esquerdo e dois de cabeça (4-0).

27 FEVEREIRO 2010

Campeão brasileiro pelo Flamengo em Dezembro, o jovem Airton é o substituto do suspenso Javi García em Matosinhos, onde o Leixões não faz valer o factor casa e é abalroado pelo furacão argentino Di María, com um hat-trick na segunda parte (59’, 76’, 87’). O chapéu do 3-0 é um primor.

2 ABRIL 2010

A três dias do jogo com oRioAve, oSporting comunica a saída de Carlos Carvalhal no final dessa época e deixa no ar o fantasma do sucessor. Para aliviar a tensão, Yannick tem 100% de eficácia (três golos em três remates).Liedson e Moutinho completam a mão- -cheia de golos (5-0) numa noite de 6.a feira em que Alvalade brinda Izmailov com assobios aquando da sua entrada (71’) e do vermelho directo (82’).

24 ABRIL 2010

Em visíveis dificuldades físicas e apanhado duas vezes em fora--de-jogo, há quem sugira a substituição de Cardozo ao intervalo. O resultado já está feito, com um golo do paraguaio e outro de Aimar (2-0). Ainda por cima, a Olhanense joga com dez. Mas não, Oscar mantém-se em campo.E faz sentido. Há o objectivo de superar o portista Falcao na lista dos melhores marcadores. Por isso, Cardozo joga até ao fim e faz mais dois, ambos a passe de Di María (5-0), e o Benfica acaricia o título de campeão, agora à distância de um só ponto.

12 MAIO 2012

É a última jornada da liga e o Sporting de Sá Pinto continua em black-out. O Braga, esse, visita Alvalade com o terceiro lugar assegurado. O leão, assanhado com a quarta posição, ganha 3-2 à conta de uma noite de inspiração do holandês Van Wolfswinkel.Aos 34’ aproveita um erro de Rúben Amorim para o 1-0.Aos 61’ é o mais rápido a fazer a recarga a uma defesa incompleta de Quim. E aos 84’ beneficia de um desvio emEwerton.

10 dezembro

2012 Este hat-trick é o da (eterna) discórdia. O Benfica ganha 3-1 em Alvalade com três golos de Cardozo. Se é verdade que o 2-1 é dele (penálti por mão indiscutível de Boulahrouz), o 1-1 é de Rojo e o 3-1 de Insúa. O madeirense Marco Ferreira dá os três a Cardozo no relatório de jogo.

15 DEZEMBRO 2012

Nem uma semana depois, eis Cardozo a fazer das suas. Pela quinta e última vez. Um golo de cabeça (centro de Salvio, e aí vão 99 na liga), outro de penálti (mão de Roberge, e aí vão 100) e o hat-trick (101). O Marítimo paga a factura de ter provocado o líder com um golo madrugador de Rodrigo António (4-1).

30 MARÇO 2013

Na baliza, Oblak. Pobre Oblak. O RioAve é um passador na Luz e quem sofre é o guarda-redes esloveno (6-1). O brasileiro Lima já fora o herói do jogo na primeira volta (1-0) e seria o melhor actor na segunda, com três golos, um deles (4-0) o centésimo da época do Benfica.

2 ABRIL 2013

Wolfswinkel e Braga, quem diria, hem?! Quase um ano depois do hat--trick em Alvalade, o holandês faz outro, agora na Pedreira. Confirmado no Norwich para a época seguinte, Wolfswinkel faz quatro remates à baliza. Um deles vai à trave, os outros três resultam em golo, o último aos 90’+2, de cabeça, após um cruzamento de Cédric (aliás, a mesma receita do 1-0).

18 AGOSTO 2013

Uma série de estreias: a do Arouca na 1.a divisão, a de Leonardo Jardim no banco do Sporting e a de Fredy Montero em Alvalade.Contas feitas, o Arouca marca primeiro (BrunoAmaro), oSporting reage bem (5-1) à conta de um hat-trick do colombiano, com um golo na primeira parte e dois na segunda.

12 SETEMBRO 2014

Nas meias-finais da Taça de Honra AF Lisboa, o Benfica ganha 1-0 ao Estoril com golo de Talisca, um ilustre desconhecido contratado ao Bahia por quatro milhões de euros. Nos quatro jogos seguintes, um para a Supertaça e três para o campeonato, o brasileiro não marca nem faz jogar. É varrido pela imprensa, acusado de ajudar pouco a defesa e construir menos ainda.Até à quarta jornada. No Bonfim, a eficácia de Talisca ganha asas com três golos, dois na primeira parte e outro na segunda. Salvio (1-0) e Ola John (5-0) completam a manita ao Vitória.

4 OUTUBRO 2015

De Vitória (Setúbal) para Vitória (Guimarães). Em Alvalade, o leão controla as emoções de dois empates seguidos, no Porto (Boavista, 0-0) e em Istambul (Besiktas, 1-1), e chega ao 5-1. O desenho da goleada é iniciado por Islam Slimani, de cabeça. Teo amplia antes do intervalo. Na segunda parte,Slimani bisa de cabeça,Adrien faz o 4-0 e, de novo, Slimani completa a grande noite com o 5-0, de baliza aberta. Josué reduz, mas isso não apaga o mérito de Slimani.

É o seu primeiro hat-trick em Portugal e o primeiro desde 2008. Arriscamos nós: e é também o primeiro hat-trick de um argelino em Portugal? Não, isso não. O último pertence a um tal Rabah Madjer. No dia 1 de Abril de 1989, três-zero ao Feirense nas Antas. Bola extra: Madjer já marcara na primeira volta, em Vila da Feira, a 19 de Novembro de 1988. Será Slimani capaz de imitar o compatriota? O Vitória terá a palavra, em Guimarães.

Ler Mais


Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×