23/9/19
 
 
Madrid cria relatório para assustar catalães

Madrid cria relatório para assustar catalães

MARTA PEREZ/EPA Filipe Paiva Cardoso 28/09/2015 11:09

Governo central elaborou relatório para servir de propaganda.

Um relatório do Ministério das Finanças espanhol, escrito propositadamente para a campanha das regionais da Catalunha, aponta que em caso de independência da região as telecomunicações, o fornecimento energético, o financiamento, as pensões e os serviços de segurança ficariam “seriamente afectadas”.

Este relatório, com meras 14 páginas, foi feito pelo governo central e distribuído por todos os ministérios espanhóis, para estes terem argumentos de propaganda eleitoral. Não fosse isto suficiente, como ainda se deu a coincidência do relatório ter sido divulgado pela imprensa de Madrid precisamente no fim-de-semana em que decorreu a votação – e não surtiu qualquer efeito, basta ver o resultado final das autonómicas(texto ao lado). 

Segundo o relatório do governo central, em caso de avanço da independência a Catalunha não poderia pagar as pensões aos reformados, não teria bolsas para estudantes, sofreria uma forte quebra na investigação de saúde e ainda uma escassez de órgãos para transplantes no “novo país” – tudo isto explicado e detalhado em 14 páginas. Orelatório diz ainda que a Catalunha não conseguirá ter abastecimento energético sem contar com o resto de Espanha. 

Segundo se lê no relatório, no sector da energia a “Catalunha tem uma forte dependência energética face ao Estado” central. “O sistema energético espanhol é único e integrado, pelo que não se pode considerar a Catalunha afastada do sistema eléctrico nacional”, indica o relatório. A Catalunha é importadora líquida de energia eléctrica e os seus três reactores nucleares são supervisionados pelo Estado. 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×