21/9/20
 
 
Lagarde diz que riscos negativos para economia global aumentaram nos últimos meses
FMI está também preocupado com crescente desigualdade de rendimentos

Lagarde diz que riscos negativos para economia global aumentaram nos últimos meses

FMI está também preocupado com crescente desigualdade de rendimentos Jornal i 22/09/2015 19:31

Directora-geral do FMI apontou o abrandamento recente da economia chinesa como um factor importante.

Os riscos para a economia global cresceram nos últimos meses, sobretudo devido ao abrandamento económico da China e também ao início previsto do ajustamento da política monetária norte-americana e britânica, afirmou hoje a directora-geral do FMI.

"Os riscos em baixa são maiores do que antes", afirmou Christine Lagarde numa conferência sobre os objectivos de desenvolvimento sustentável das Nações Unidas, quando comentava o estado da economia mundial e o abrandamento recente da economia chinesa como um factor importante.

Além da China, que teve um mês de Agosto difícil com episódios de grande volatilidade financeira e cujas autoridades surpreenderam com uma desvalorização do yuan, a directora do Fundo Monetário Internacional (FMI) sublinhou que "é provável" que a iminente subida das taxas de juro nos Estados Unidos e no Reino Unido também gere "turbulências".

Christine Lagarde destacou ainda que outra preocupação do Fundo é a crescente desigualdade de rendimentos: "Se queremos contar com um crescimento sustentável, uma desigualdade menor é muito melhor", disse.

O FMI vai realizar a próxima assembleia anual em Lima, no Peru, de 6 a 11 de Outubro, altura em que vai apresentar as suas novas previsões de crescimento económico global.

Em Julho, altura em que actualizou as últimas previsões, o Fundo tinha previsto que a economia mundial crescesse 3,3% este ano e 3,8% em 2016.

Lusa

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×