14/11/18
 
 
Estes 15 municípios alentejanos estão disponíveis para receber refugiados
Alegrete, Portalegre

Estes 15 municípios alentejanos estão disponíveis para receber refugiados

Alegrete, Portalegre Shutterstock Jornal i 03/09/2015 13:05

O presidente da Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo reforça que a solução “não será, de facto, fechar fronteiras".

O presidente da Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo (CIMAA), Armando Varela, afirmou esta quinta-feira que a “generalidade” dos 15 municípios do distrito de Portalegre está disponível para receber refugiados, defendendo que a solução “não passa” por encerrar fronteiras.

“O distrito de Portalegre pode dar um contributo no sentido de também criar condições para receber alguns refugiados que fogem à procura de uma vida melhor, mas sobretudo ao terror da guerra”, disse.

O presidente da CIMAA mostrou-se, ainda, “convicto” de que a “generalidade” dos municípios daquela região alentejana vai estar disponível para receber migrantes e refugiados que chegam à Europa.

“Estou convicto de que a generalidade dos municípios do Alto Alentejo estará disponível para fazer parte desta solução”, afirmou.

No entanto, Armando Varela, que também preside ao município de Sousel, defendeu que, internacionalmente, devem ser criadas condições e concertadas posições para que os municípios possam acolher os refugiados.

“A resposta que nós poderemos dar tem de ser sempre concertada com uma resposta internacional para resolver o problema na origem. Esta boa vontade, e a necessidade de fazer a prática da acção social, pode funcionar durante algum tempo, mas, sobretudo, tem de ser acordada internacionalmente”, disse.

A solução “não será, de facto, fechar fronteiras. A solução, obviamente, passa por tentar encontrar uma resposta que não se pode eternizar no tempo sem agir na origem”, acrescentou.

Lusa

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×