23/02/2024
 
 
Abu Dhabi denuncia ocupação da sua embaixada por rebeldes no Iémen
Os Emirados apoiam actualmente as forças pró-governamentais no sul do Iémen

Abu Dhabi denuncia ocupação da sua embaixada por rebeldes no Iémen

Os Emirados apoiam actualmente as forças pró-governamentais no sul do Iémen Shutterstock Jornal i 18/08/2015 10:08

Os ‘huthis’, apoiados pelo Irão, mantêm-se fiéis ao antigo Presidente iemenita.

O Governo dos Emirados Árabes Unidos denunciou a intrusão de rebeldes xiitas iemenitas na sua embaixada em Sanaa e exigiu a evacuação imediata do local, numa declaração oficial publicada na madrugada desta terça-feira.

Juntamente com a Arábia Saudita, os Emirados apoiam actualmente as forças pró-governamentais no sul do Iémen, numa ofensiva com o objectivo de fazer recuar os rebeldes xiitas ‘huthis’ que ocupam grande parte do território iemenita, incluindo a capital Sanaa, desde o início do ano.

Os ‘huthis’, apoiados pelo Irão, mantêm-se fiéis ao antigo Presidente iemenita, Ali Abdallah Saleh, e têm progressivamente expandido a sua presença no país.

Após terem “condenado nos termos mais fortes a ocupação” na embaixada na segunda-feira, em Sanaa, o Ministério dos Negócios Estrangeiros dos Emirados advertiu que Abu Dhabi reserva-se “o direito de levar à justiça os autores deste ataque”.

Trata-se de “uma nova prova” de que o grupo de ‘huthis’ “não tem qualquer respeito pelas convenções internacionais e pelas normas diplomáticas, já que pratica a lei da selva”, afirmou o governo em comunicado.

A 26 de Março, a Arábia Saudita passou a liderar uma coligação que realizou ataques aéreos contra os ‘huthis’ no Iémen.

Lusa

Ler Mais

Os comentários estão desactivados.


×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline