28/10/20
 
 
Reino Unido quer testar estradas que recarregam carros eléctricos
Um investimento que irá contribuir para a redução das emissões de dióxido de carbono

Reino Unido quer testar estradas que recarregam carros eléctricos

Um investimento que irá contribuir para a redução das emissões de dióxido de carbono Highways England Jornal i 14/08/2015 21:49

É provável que num futuro próximo os britânicos possam vir a dar ainda mais utilidade aos carros eléctricos, já que, segundo o governo, o país vai testar estradas que carregam, sem fios, esse tipo de carros.

O governo do Reino Unido anunciou um projecto para testar a tecnologia de "carregamento de veículos sem fios". O sistema será supostamente instalado sob o asfalto em algumas das principais estradas evitando assim que os motoristas precisem de parar para recarregar as baterias.

O país já investiu inclusive cerca de 300 mil euros (200 mil libras) para investigar a viabilidade da ideia. Resta agora passar para a prática.

Caso o projecto venha a ser bem-sucedido, o governo britânico põe em causa gastar mais de 500 mil libras para avançar com a ideia, um investimento que irá consequentemente contribuir para a redução das emissões de dióxido de carbono.

Com o estudo de viabilidade feito falta agora saber onde irão ser feitos os testes, sendo que já foi aberto um concurso de propostas para testar a tecnologia.

"O nosso compromisso é o de realizar testes fora das ruas, ou seja, não em vias públicas, em 2016 ou 2017", disse Stuart Thompson, porta-voz da Highways England (a agência do governo responsável pelo projecto), à BBC.

"Onde, exactamente, esses testes acontecerão é algo que ainda não foi decidido." Apenas se sabe que a ideia é testar a tecnologia durante 18 meses antes de decidir se o governo financiará um teste oficial em vias públicas.

"A possibilidade de recarregar veículos eléctricos de baixa emissão de partículas poluentes é animadora", comentou o Ministro dos Transportes, Andrew Jones. "Como esse estudo mostra, continuamos a explorar opções para melhorar as viagens e tornar os veículos de baixa emissão mais acessíveis para as pessoas."

Ainda assim, há especialistas que questionam se um esquema como este será economicamente viável.

Paul Nieuwenhuis director do Centro de Excelência de veículos Eléctricos da Cardiff Business School disse à BBC que “faz sentido testar. A tecnologia obviamente funciona", o custo é que será o maior problema  - “eu não estou totalmente convencido de que valha a pena”.

"A tecnologia das baterias tem melhorado nos últimos anos – se olharmos para o que a Tesla conseguiu atingir nos últimos anos, melhorando a qualidade das baterias de seis em seis meses… Daí, não ter a certeza de que realmente haja necessidade disso", explicou.

Mesmo que o plano não se venha a concretizar a Highways England já se comprometeu a longo prazo a instalar pontos de recarga de bateria a cada 32 km na sua rede de estradas.

Esta tecnologia de recarga sem fios já foi comprovada com telemóveis e autocarros.

Em 2013, a cidade sul-coreana Gumi reconstruiu uma rua de 12 km permitindo que autocarros eléctricos sejam recarregados enquanto circulam.

O processo chama-se “carregamento por indução magnética". São cabos eléctricos enterrados sob o asfalto que produzem campos magnéticos, que são absorvidos por um receptor no carro, e depois convertidos em electricidade.

Em 2014, a cidade britânica Milton Keynes testou um esquema parecido, porém mais limitado, que recarregava baterias de autocarros eléctricos através de placas instaladas no meio da rua.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×