26/5/19
 
 
Coreia do Norte. Discurso de primeiro-ministro japonês é “imperdoável insulto”

Coreia do Norte. Discurso de primeiro-ministro japonês é “imperdoável insulto”

Shutterstock Jornal i 14/08/2015 20:09

O chefe do Governo nipónico Shinzo Abe falou na véspera das celebrações do 70.º aniversário do final da Segunda Guerra Mundial.

O Ministério dos Negócios Estrangeiros da Coreia do Norte definiu esta sexta-feira como um “imperdoável insulto ao povo coreano” as palavras do primeiro-ministro do Japão e que exprimiram “remorso” pelas acções do país na Segunda Guerra Mundial.

Através de um comunicado divulgado pela agência noticiosa estatal KCNA, o ministério norte-coreano acrescenta que as palavras do chefe do Governo nipónico Shinzo Abe, proferidas na véspera das celebrações do 70.º aniversário do final da Segunda Guerra Mundial não constituem “uma admissão honesta e uma desculpa” pelos “monstruosos crimes e danos irreparáveis cometidos nesse período.

Em paralelo, a Coreia do Norte anunciou há uma semana, a 7 de Agosto, que irá mudar a sua hora oficial para TMG+8:30, meia hora menos do que na Coreia do Sul, que à semelhança do Japão é de TMG+9:00.

A “hora de Pyongyang” vai ser aplicada a partir de sábado, dia em que se assinala o 70.ºaniversário da libertação do domínio colonial japonês.

TMG+8:30 correspondia ao fuso horário de toda a Coreia até que, em 1912, os relógios foram adiantados em meia hora pelo Império do Japão, que dominou a península coreana entre 1910 e 1945, para que coincidisse com a hora de Tóquio.

A decisão da Coreia do Norte foi interpretada como um gesto de marcado cariz nacionalista.

Lusa

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×