25/8/19
 
 
A vida de Palmer está cada vez pior
Os protestos continuam à porta de Dr. Palmer

A vida de Palmer está cada vez pior

Os protestos continuam à porta de Dr. Palmer Ann Heisenfelt/AP Jornal i 31/07/2015 11:03

Foi há três dias que o Dr. Walter Palmer foi identificado como o homem que caçou e matou Cecli, o leão mais amado de África. E agora, Palmer, é o homem mais odiado na Internet (e fora dela).

A partir de terça-feira a vida do dentista de Minnesota entrou num inferno. Agora vem a notícia, avançada pelo New York Times que a clínica está fechada desde terça, apesar de não ter surtido efeito para amenizar a fúria dos protectores dos animais.

A porta do estabelecimentos está cheia de cartazes e as manifestações repetem-se todos os dias, com protestos e acções com megafones. Além de um memorial em honra de Cecil.

Mas para piorar tudo na vida de Palmer, o governos dos EUA já entrou em acção e quer ouvir o caçador.

"Os serviços de Investigação dos Estados Unidos estão a investigar as circunstâncias à volta da morte do leão Cecil", contou a agência de Pesca e Vida Selvagem ao site BuzzFeed. "Essa investigação levar-nos-á onde os factor nos conduzirem. Até agora, apesar dos esforços, têm tido pouco sucesso as tentaivas de contactar Dr. Walter Palmer. Já pedimos a Dr. Palmer e aos seus representantes para nos contactarem imediatamente". 

No Zimbabué, as autoridades também continuam a querer ouvir Palmer. Os dois homens do Zimbabué que ajudaram Palmer na caçada estão detidos. E agora é tudo uma questão de tempo.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×