7/6/20
 
 
Berlenga. Centro de visitantes abre esta sexta-feira
O arquipélago foi classificado em 2011 como Reserva Mundial da Biosfera pela UNESCO

Berlenga. Centro de visitantes abre esta sexta-feira

O arquipélago foi classificado em 2011 como Reserva Mundial da Biosfera pela UNESCO Shutterstock Jornal i 31/07/2015 09:26

Há não só conteúdos multimédia e informativos para mostrar a fauna e a flora da ilha e apelar à preservação ambiental, como também ilustrações de Pedro Salgado.

A ilha da Berlenga, Peniche, passa a ter, a partir desta sexta-feira, um Centro de Visitantes que vem não só melhorar as condições de recepção de turistas, como também dar a conhecer o que a ilha tem para oferecer.

O espaço possui não só conteúdos multimédia e informativos para mostrar a fauna e a flora existentes na ilha e apelar à preservação ambiental desta Reserva Natural, como também ilustrações de Pedro Salgado sobre a ilha, explicou à agência Lusa o presidente da câmara de Peniche, António José Correia.

Além disso, funciona como espaço de recepção de turistas, que até agora não existia.

O projecto resultou de obras de transformação, pela câmara, de dois antigos abrigos localizados no Bairro de Pescadores da ilha.

Com a criação deste espaço, o município pretende contribuir para a valorização patrimonial deste território insular e enriquecer a experiência dos turistas que todos os anos, durante o verão, visitam a ilha.

O centro é uma das intervenções previstas pelo "Life Berlengas", um projecto de recuperação e conservação dos valores naturais do Arquipélago das Berlengas, que junta município, Sociedade Portuguesa para o Estudo das Aves (SPEA), Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas, Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa e Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar, esta última como observador externo.

O projecto LIFE Berlengas, iniciado em Junho de 2014, tem previstas acções de conservação naquele arquipélago até Setembro de 2018 e um investimento total de 1,4 milhões de euros, com o objectivo de contribuir para a gestão sustentável desta importante Zona de Protecção Especial da Rede Natura 2000.

As Berlengas apresentam desde características geológicas únicas a um relevo escarpado em que são comuns a formação de grutas e fendas terrestres e submarinas.

A sua localização contribui para a produtividade e diversidade de espécies e de habitats marinhos, bem como para uma paisagem única na região.

Nas ilhas nidificam seis espécies de aves marinhas: duas espécies de gaivotas, a cagarra (oupardela), o corvo-marinho, o airo e o roque-de-castro.

O arquipélago foi classificado em 2011 como Reserva Mundial da Biosfera pela UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura) e tem estatuto de reserva natural desde 1981.

A importância da conservação desta área natural à escala Europeia foi reconhecida em 1997, ao ser classificada como Sítio da Rede Natura 2000 ao abrigo da Directiva Habitats.

Em 1999 foi classificada como Zona de Protecção Especial para as Aves Selvagens ao abrigo da Directiva Aves.

Além destes estatutos, encontra-se ainda classificada pelo Conselho da Europa como ReservaBiogenética.

Lusa

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×