17/6/19
 
 
Varoufakis. "Usarei estas acusações como medalhas de honra"
Varoufakis ironiza sobre as acusações que foram apresentadas

Varoufakis. "Usarei estas acusações como medalhas de honra"

Varoufakis ironiza sobre as acusações que foram apresentadas Daniel Ochoa de Olza AP Margarida Vaqueiro Lopes 30/07/2015 16:11

Antigo ministro das Finanças grego insurge-se contra acusações na justiça

Yanis Varoufakis ironiza sobre as acusações que foram apresentadas no Supremo Tribunal contra si, e diz que as usará "como medalhas de honra". O antigo ministro grego, que goza de imunidade parlamentar - pelo menos até o Parlamento decidir em sentido contrário - está a ser acusado por dois cidadãos de ter traído a Grécia, ao preparar um plano alternativo á manutenção do país no euro.

No seu blogue pessoal, Varoufakis diz não entender por que se viram contra si, em vez de "acusar e perseguir aqueles que, trabalhando nos sector público, têm como função ser lacaios e tenentes da troika (enquanto recebem salários substanciais pagos pelos já sofridos contribuintes gregos)". E continua: "Uso as acusações como medalhas de honra".

"A orgulhosa e honesta negociação que o governo do Syriza conduziu desde o dia em que foi eleito já alterou o debate público europeu para melhor. O debate sobre o défice democrático que atinge a zona euro é agora imparável. Infelizmente, os 'cheerleadears' nacionais da troika não parecem capazes de suportar essa vitória histórica", escreve ainda  'enfant-terible' da política grega.

"Os seus esforços para criminalizar" o que Varoufakis tentou fazer - "desenhar métodos inovadores para desenvolver as ferramentas do Ministério das Finanças, mas lidar de uma forma eficiente com as dificuldades de liquidez que a troika provocou" no país - "vão bater nos mesmo bancos de areia que destruíram a sua campanha contra o 'não' no referendo de 5 de Julho: na grande maioria de gregos destemidos", avisou o antigo ministro.

O Supremo Tribunal enviou um requerimento ao Parlamento grego para decidir se a imunidade parlamentar do responsável será levantada, numa altura em que um procurador grego já anunciou publicamente que está a investigar se e quantos crimes foram praticados durante a preparação do plano alternativo por Varoufakis. É que o antigo ministro admitiu, numa conversa com investidores londrinos, que mandou piratear o sistema da Autoridade Tributária grega para copiar os dados dos constribuintes gregos.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×