19/11/18
 
 
Herrera e Reyes, campeões da Gold Cup
Reyes corre para o abraço ao herói Guardado

Herrera e Reyes, campeões da Gold Cup

Reyes corre para o abraço ao herói Guardado EPA/Lusa Rui Miguel Tovar 27/07/2015 12:53

Décimo título continental do México (3-1 à Jamaica), abrilhantado pelos seis golos de Guardado em seis jogos

Guardado, Guardado, Guardado, Guardado, Guardado e mais Guardado. O capitão é a figura incontornável da sétima conquista do México na Gold Cup (espécie de Europeu para as selecções da América do Norte e Centro), com golos em todos os jogos, excepção feita (por razões óbvias) ao 0-0 com Guatemala. De resto, o homem é pau para toda a obra, vs. Cuba (6-0), Trinidad e Tobago (4-4), Costa Rica (1-0, penálti no último minuto), Panamá (2-1, bis de penáltis) e, agora, Jamaica (3-1). Mais Guardado ainda. O homem marca na final, como já o fizera em 2007 (vitória dos EUA por 2-1) e 2011 (vitória sobre os EUA por 4-2).

Aos 28 anos, o médio do PSV Eindhoven atinge o pico de forma (na Gold Cup, claro) e levanta o troféu com categoria. E justiça? Isto já não. Afinal, o México é levado ao colo nos quartos e meias-finais com três penáltis inacreditáveis. Ou melhor, inacreditavelmente mal assinalados. Dois deles em minutos cirúrgicos: 90' com a Costa Rica (há 0-0) e 90' com o Panamá (há 1-0).

Na final em Filadélfia, o México desembaraça-se da Jamaica e ganha, aqui sim, justamente. Sem ajuda de terceiros. O central Reyes, emprestado pelo FCP à Real Sociedad, joga a titular enquanto o médio portista Herrera é suplente. Guardado faz o 1-0 aos 31 minutos e alimenta a esperança de um décimo título continental em 23 edições. Jesus Corona (47') e Oribe Peralta (61') concretizam definitivamente essa tendência. E nem o remate certeiro do jamaicano Darren Mattocks, aos 80', desequilibra o que quer que seja.

O México é mesmo campeão mas não é (ainda) o representante da CONCACAF na Taça das Confederações-2017, na Rússia. Para tal, terá de bater os EUA (vencedor da Gold Cup em 2013) no dia 9 de Outubro, em Pasadena (EUA). Só um detalhe mais: Guardado tem seis golos na Gold Cup-2015 mas não é o melhor marcador. Esse título pertence a Clint Dempsey (EUA), com sete "batatas".

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×