14/11/18
 
 
Comic Com. Guerra das Estrelas, Batman e outros heróis de San Diego

Comic Com. Guerra das Estrelas, Batman e outros heróis de San Diego

Tiago Pereira 14/07/2015 20:05

Domingo foi o quarto e último dia da Comic Con, a convenção dedicada a tudo o que é personagem com poder especial.

Guerra das estrelas

Mesmo que nada acontecesse, este seria sempre o tema maior da edição deste ano da Comic Con de San Diego. O episódio vii, “The Force Awakens”, estreia a 17 de Dezembro (faltam mais ou menos cinco meses, cinco). Assim sendo, pouco mais interessa. Mas a verdade é que a produção do filme e a organização da convenção juntaram os elencos – os novos e os que mais queríamos ver, Mark Hamill, Carrie Fisher e Harrison Ford – com o realizador JJ Abrams, o argumentista Lawrence Kasdan e a produtora Kathleen Kennedy. Revelações? Quase nenhumas, mas pelo menos ficámos com a certeza que há por ali uma entrega às ideias dos cavaleiros Jedi como não víamos desde o início dos anos 80. Mas também houve um vídeo de quase quatro minutos com TIE Figthers destruídos, seres com aspecto duvidoso, Storm Troopers, o Millennium Falcon, Hamill (o eterno Luke Skywalker) a dizer que “tudo mudou mas na verdade nada mudou”, máscaras de Chewbacca, uma rodagem que acontece de facto no deserto e um batalhão de gente encantada por estar ali. E nós deste lado, não há direito.

DC Comics

O segundo grande nome deste ano, a DC Comics, o eterno rival da Marvel, cada vez mais apostada em vencer no campeonato dos filmes. E é provável que em breve fique no topo da corrida, graças ao que aí vem. Vamos lá a ver. Primeiro há “Batman vs. Superman – Dawn of Justice” (de Zack_Snyder, com Ben Affleck e Henry Cavill), que teve este fim-de-semana um primeiro trailer, um super contra o outro, um mundo em perigo, Lex Luthor, Mulher Maravilha, Aquaman, carros, objectos voadores, explosões, uma canseira.

Mas há mais. Há “Suicide Squad”, uma equipa feita de gente com nenhum juízo, super-vilões todos juntos (fruto de agendas políticas, está claro), que existia em BD e agora (também em 2016) chega ao cinema. De David Ayer e com Margot Robbie, Cara Delevigne, Will Smith, Joel Kinnaman e também Jared Leto, como Joker. Foi apresentado um vídeo que não há maneira de encontrarmos na net (a não ser numa filmagem pirata sem qualidade) e uma foto com boa parte do elenco. Nestas páginas está a segunda.

Também sobre Batman e o Joker: vai ser transformado em filme de animação o livro de BD “The Killing Joke”, de 1988, assinado por Alan Moore e Brian Bolland. A história gira em volta de Joker, do seu passado como homem de família e comediante e da actualidade enquanto criminoso – que inclui uma tentativa de enlouquecer o comissário Gordon.

Marvel

Claro que a concorrência estava à espreita. Interessa saber é se vai ter trunfos suficientes. Por um lado há “Deadpool”, com Ryan Reynolds a interpretar mais uma vez o meio-herói-meio-vilão com o poder de se curar de forma rápida. Dizemos mais uma vez porque Reynolds já tinha feito isto no filme de 2009 “X-Men Origins: Wolverine”. Agora tem um filme só para ele.

Ainda com a Marvel e com os X-Men, está para breve o filme “Apocalypse”, mais um capítulo na saga dos mutantes. O título da fita é também o nome do rufia interpretado por Oscar Isaac, que gosta de controlar outros mutantes só para lutar contra o aborrecimento. Nada mau, mas, mais uma vez, só para o ano.

GHostbusters

O mesmo princípio que gerou os dois filmes dos Caça-Fantasmas que quase todo o mundo conhece (um de 1984, outro de 1989): cientistas sem travão, armas que produzem bonitos efeitos visuais e seres paranormais que precisam ser detidos. Desta vez não são quatro homens entre os fantasmas mas sim quatro mulheres: Melissa McCarthy, Kristen Wiig, Kate McKinnon e Leslie Jones – com  Chris Hemsworth como recepcionista. Paul Feig é o realizador e vai tudo acontecer a 22 de Julho de 2016.

The HAteful Eight

Acontece só de quando em vez e quando assim é resta-nos aproveitar. “The Hateful Eight” é um novo filme de Quentin Tarantino. É isso. Chega para ficarmos satisfeitos. Mas continuemos: “The Hateful Eight” é um western, uma cowboyada com Kurt Russell, Michael Madsen, Jennifer Jason Leigh, Tim Roth, Bruce Dern e mais uns quantos que ainda não estão confirmados. A história acontece no estado do Wyoming, entre montanhas e nevões, num Inverno que se segue à Guerra Civil Americana. Uns quantos caça-recompensas ficam presos entre tempestades e vinganças, de tal maneira que a questão é: quem vai sobreviver a tudo isto? Típico Tarantino.

Televisão

Neste departamento foram vários os protagonistas. A principal novidade terá sido o regresso de “Heroes”, série que teve quatro temporadas e depois de uma pausa de cinco anos volta com o nome “Heroes Reborn”. Na altura a NBC decidiu cancelar devido às fracas audiências. Há umas quantas personagens que se repetem, outras que são totalmente novas e a missão continua a ser a mesma: esconder do resto da humanidade os poderes que acompanham este bando de gente especial.

Depois há o costume (nem por isso menos interessante, arriscamos até um “bem pelo contrário”): “Guerra dos Tronos”, com uma presença que serviu sobretudo para manter o interesse dos fãs e assegurar que Jon Snow está de facto morto; e “The Walking Dead”, um favorito dos habitués da Comic Con._A nova temporada, a sexta, só chega em Outubro, mas até lá ainda estreia “Fear the Walking Dead”. Em Portugal o spin off que conta o início de tudo começa na madrugada de 23 para 24 de Agosto no AMC (às 2h30). Também há um novo trailer. Tem três minutos e mostra uma Los Angeles que vai caindo nas malhas da epidemia que transforma a rapaziada em zombies. Diz “quando a civilização termina, termina depressa”. Vale a pena.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×