28/10/20
 
 
INE. Défice da balança comercial aumentou em 2014
Para os países da Zona Euro, os aumentos foram de 1,8% e 6,6% respectivamente

INE. Défice da balança comercial aumentou em 2014

Para os países da Zona Euro, os aumentos foram de 1,8% e 6,6% respectivamente Margarida Bon de Sousa 07/07/2015 11:59

Importações dentro da UE cresceram  7,1% e exportações aumentaram 2,7%.

Em 2014 as exportações de bens aumentaram 1,8% face ao ano anterior, atingindo 48 177,1 milhões de euros enquanto as importações de bens cresceram 3,2%, para um total de 58 853,8 milhões de euros.

O saldo das transacções comerciais de bens com o exterior atingiu um défice de 10 676,7 milhões de euros, aumentando 966,8 milhões de euros face a 2013.

No Comércio Intra-UE as exportações cresceram 2,7% e as importações 7,1%.

Para os países da Zona Euro, os aumentos foram de 1,8% e 6,6% respectivamente.

O peso relativo dos Países Terceiros nas exportações totais de Portugal, contrariamente à evolução dos anos anteriores, diminuiu em 2014 (29,1% ou seja  -0,6 pontos percentuais face a 2013.

O défice da balança comercial de bens também aumentou no ano passado, depois de três anos de decréscimo, devido à evolução desfavorável verificada no comércio dentro da União Europeia. O saldo da balança comercial Extra-UE de bens registou uma evolução mais favorável.

Espanha continuou a ser o país com maior peso nas transacções comerciais de bens com o exterior (23,5% nas exportações e de 32,5% nas importações). França e Alemanha também pertencem ao grupo de maiores importadores da produção nacional.  

Os maiores défices verificaram-se com Espanha, Alemanha e Itália, enquanto os maiores excedentes registaram-se com Angola, França e Estados Unidos da América.

Devido ao acentuado decréscimo das importações de Combustíveis minerais, o maior excedente comercial passou a registar-se nas trocas de bens com Angola.

As Máquinas e aparelhos, Veículos e outro material de transporte e Combustíveis minerais permaneceram como os principais grupos de produtos exportados.

Os Combustíveis minerais e as Máquinas e aparelhos continuaram a ser os principais grupos de produtos importados

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×