23/9/18
 
 
Porto. Novos roteiros para turismo ser mais do que moda

Porto. Novos roteiros para turismo ser mais do que moda

Jornal i 19/06/2015 16:13

Os comissários do projecto foram José Luís Ferreira e Miguel von Hafe Pérez.

O presidente da Associação de Turismo do Porto, Rui Moreira, sustentou esta sexta-feira que os novos roteiros criativos feitos para promover o património imaterial da região são essenciais para evitar que o turismo do Porto seja apenas uma moda.

“Quando ouço falar de que o Porto e a região estão na moda confesso que fico muito aflito. Não pode ser assim. Houve coisas que foram moda e deixaram de ser. Não queremos ser Mary Quant [estilista britânica que nos anos 60 se celebrizou pela criação da minissaia] do turismo. Queremos ir mais além. É assim que o fazemos, revelando às pessoas o que não está à mostra”, descreveu Rui Moreira.

O também presidente da Câmara do Porto referia-se aos “Novos Roteiros Porto e Norte Região Criativa”, apresentados esta sexta-feira em conferência de imprensa na Muralha Fernandina e disponíveis no site www.portonortecriativo.pt, onde os interesses dos visitantes se podem traduzir numa infinidade de percursos.

“Aquilo que pretendemos é que esta cidade e esta região não sejam moda. Para isso é preciso que as pessoas que cá chegam realizem que as suas expectativas foram concretizadas. É assim que impedimentos que as coisas terminem rapidamente”, sustentou Rui Moreira.

Para o presidente da ATP, os roteiros correspondem a um mapeamento da cidade que “parece o Jogo da Glória, em que cada um faz o seu caminho, já não por causa dos dados mas devido às opções que lhe são proporcionadas”.

Pontos de interesse, Espaço, Área Criativa e Experiências são alguns dos pontos de partida que os visitantes podem escolher na página da internet para organizarem os seus trajetos de visita à cidade e à região.

Na área das Experiências as opções para continuar a desenhar o mapa são “agitação”, “comprar”, “comunidade”, “contemporâneo”, “descoberta”, “ficar, “ideia”, “ler”, “popular” ou “sentir”.

A lista da Área Criativa abrange a arquitetura, artes de rua, artes plásticas, artesanato, cinema, dança, design, performance ou encontro, entre outros.

Para Rui Moreira, “num tempo em que as industrias criativas vão atraindo cada vez mais pessoas”, este projecto é também o reconhecimento de que o espírito criativo “é o ADN mais importante da região”.

Nuno Camilo, da Primus – Agência Metropolitana de Desenvolvimento Regional, notou na conferência de imprensa a intenção de lançar uma campanha para atingir de os “12 milhões de contactos” com o projecto.

Vladimiro Feliz, presidente da ADDICT, destacou a importância de “investir o imaterial como forma de promoção” da região.

“Temos de trabalhar cada vez mais para quem nos procura, e quem nos procura também quer experiências para viver”.

A intenção, acrescentou, é “aumentar o tempo de permanência” dos turistas”, fazer subir a “taxa de regresso” e multiplicar as “recomendações” positivas sobre a cidade e a região quando o estrangeiro regressa ao seu país de origem.

Os “Novos Roteiros Porto e Norte Região Criativa” pretendem tornar a oferta cultural e criativa de toda a região mais visível junto dos mercados turísticos nacional, espanhol, francês, britânico e alemão.

O projecto é uma organização conjunta da Associação de Turismo do Porto, da Primus – Agência Metropolitana de Desenvolvimento Regional e da Agência para o Desenvolvimento das Indústrias Criativas (ADDICT).

Lusa

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×