20/10/20
 
 
INE. Exportações cresceram 0,8 pontos percentuais acima das importações

INE. Exportações cresceram 0,8 pontos percentuais acima das importações

Margarida Bon de Sousa 09/06/2015 12:09

De Fevereiro a Abril, a taxa de cobertura da balança comercial cresceu 0,6 pontos percentuais.

As exportações de bens aumentaram 8,2% entre Fevereiro e Abril deste ano, enquanto as importações cresceram 7,4%, face ao mesmo período do ano passado (+3,8% e -1,4% respectivamente).

O défice da balança comercial aumentou 67,2 milhões de euros para -2 343,3 milhões de euros, enquanto a taxa de cobertura cresceu 0,6 pontos percentuais, para 84,3%.

Em Abril, as exportações de bens aumentaram 9,7% e as importações 16%, face ao mesmo mês de 2014, contra +11,1% e +10,6% em Março.

No primeiro trimestre de 2015, Angola foi o país de destino das exportações portuguesas em que estas evidenciaram a maior redução (-23,6%).

Comércio internacional No trimestre terminado em Abril de 2015, as exportações aumentaram 8,2% e as importações cresceram 7,4%, face ao período homólogo (Fevereiro a Abril de 2014), tendo o défice da balança comercial aumentado 67,2 milhões de euros para -2 343,3 milhões de euros.

A taxa de cobertura situou-se em 84,3%, o que corresponde a um acréscimo de 0,6 pontos percentuais face ao período homólogo. Em termos das variações homólogas mensais, em Abril deste ano  as exportações cresceram 9,7%, principalmente devido à evolução do comércio entre os Estados da União Europeia (traduzindo o acréscimo generalizado de quase todos os grupos de produtos, em especial combustíveis minerais, máquinas e aparelhos e produtos agrícolas).

As importações cresceram 16%, devido sobretudo à evolução do comércio dentro da UE e para países terceiros, reflexo dos aumentos registados na totalidade dos grupos de produtos, mas sobretudo devido aos combustíveis minerais, produtos químicos e veículos, e outro material de transporte.

Excluindo os combustíveis e lubrificantes, as exportações aumentaram 5,5% no mesmo mês quando comparadas com Abril de 2014, enquanto as importações cresceram 13,2% face ao mês (+8,7% e +9,9% em Março deste ano).

Em relação a Março, as exportações dentro da UE diminuíram 2,3%, principalmente devido ao comportamento do vestuário (destacando-se as T-shirts, camisolas interiores e artigos semelhantes, de malha) e calçado (sobretudo calçado com sola exterior de borracha, plástico, couro natural ou reconstituído).

As importações dentro da UE diminuíram 2,2%, sobretudo em resultado da evolução dos Veículos e outro material de transporte (em especial automóveis de passageiros) e metais comuns (principalmente desperdícios, resíduos e sucata de ferro fundido, ferro ou aço).

No que respeita a países não comunitários, as exportações aumentaram 8,3% face a Abril do ano passado, traduzindo principalmente a evolução registada nos combustíveis minerais (em especial gasolinas e gasóleo).

As importações Extra-UE cresceram 31%, em resultado sobretudo da evolução registada na quase totalidade dos grupos de produtos, em especial nos combustíveis minerais (sobretudo óleos brutos de petróleo ou de minerais betuminosos e gás natural liquefeito).

Recorde-se que em Abril de 2014 as importações Extra-UE registaram o valor mensal mais baixo do ano por causa da paragem geral programada para manutenção da refinaria de Sines.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×