23/9/18
 
 
Daniel Sampaio 26/05/2015
Daniel Sampaio

opiniao@newsplex.pt

Daniel Sampaio. Que respostas depois de pousar o telefone?

Trata-se de um texto muito importante para compreendermos as diversas acções do IAC.

Nesta descrição tomamos contacto com uma série de sinais de alarme sobre o comportamento de crianças e adolescentes e ficamos a saber como é importante um atendimento imediato e confidencial que privilegie a escuta activa e o encaminhamento.

Em muitos casos, um atendimento telefónico imediato impede uma crise mais grave, como o suicídio ou a alteração grave do comportamento.

Apetece perguntar: e depois? Porque depois é necessário encontrar respostas na família, na escola e na comunidade. Temos falta de recursos necessários para continuar esta primeira abordagem do IAC. Faltam intervenções de apoio aos pais e professores e escasseiam as consultas de saúde mental para estas crianças e jovens. Esta deveria ser uma prioridade das políticas, mas não é.
Psiquiatra

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×