20/11/18
 
 
Iémen. Morto responsável da Al-Qaeda que reivindicou ataque ao “Charlie Hebdo”
Foi Al-Anassi quem reivindicou em Janeiro o ataque dos irmãos Kouachi ao semanário satírico francês

Iémen. Morto responsável da Al-Qaeda que reivindicou ataque ao “Charlie Hebdo”

Foi Al-Anassi quem reivindicou em Janeiro o ataque dos irmãos Kouachi ao semanário satírico francês DR Jornal i 08/05/2015 11:46

Organização anunciou num vídeo a morte de Al-Anassi e do seu filho Mohammed.

Nasser Al-Anassi, um dos responsáveis da Al-Qaeda no Iémen e o homem que reivindicou o atentado ao “Charlie Hebdo”, foi morto num ataque de drone norte-americano, com o seu filho Mohammed, e mais seis combatentes.

Foi a própria Al-Qaeda na Península Arábica (AQPA) a anunciar a morte de Al-Anassi e do seu filho, num vídeo de 11 minutos posto online esta quinta-feira.

“Segundo informações da imprensa, Anassi foi morto em Abril por um raide de drone em Moukalla, no Iémen, com o seu filho e outros seis combatentes”, informou o SITE, centro americano de vigilância de sites extremistas. Os Estados Unidos estão ainda a tentar confirmar a informação.

A operação de drone que terá matado os dois homens foi lançada pelos Estados Unidos no mês passado, a um dia de terminar o prazo fixado por Al-Anassi para executar um norte-americano raptado em Setembro de 2013 em Sanaa, a capital do Iémen.

Nasser Al-Anassi nasceu no Iémen em Outubro de 1975 e na década de 1990 participou na guerra da Bósnia e antes de regressar ao Iémen esteve em Cachemira, na Índia, e no Afeganistão. 

Em Janeiro, foi Al-Anassi a dizer que o ataque dos irmãos Kouachi ao semanário satírico “Charlie Hebdo”, a 7 de Janeiro, em Paris, tinha sido encomendado pela AQPA, para vingar o profeta Maomé.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×