19/11/18
 
 
Balsemão propõe 12 desafios ao PSD

Balsemão propõe 12 desafios ao PSD

Lusa/ANDRÉ KOSTERS Margarida Vaqueiro Lopes 06/05/2015 22:06

No dia em que o PSD celebra 41 anos, Francisco Pinto Balsemão desafia o partido a fazer mais.

O fundador do PSD Francisco Pinto Balsemão elencou ontem doze desafios que, segundo o histórico do partido, farão o PSD  demonstrar “ainda mais claramente que o Partido Social Democrata existe pos si próprio, independemente das coligações que, em cada momento histórico, tenha que fazer”.

Para Balsemão, o partido tem que “desfraldar” cinco bandeiras “que integram o núcleo central do que representa ser social-democrata, em Portugal, em pleno século XXI:_Libertar a Sociedade Civil;_promover o crescimento sustentável e a competitividade; garantir a igualdade de pportunidades à partida; modernizar o Estado e afirmar Portugal no Mundo”.

E depois de lembrar todos os desafios para que a actual sociedade chama os políticos e para a necessidade de haver “novas formas” de mostrar os “valores social-democratas de sempre”, Balsemão apresenta doze desafios. Sublinhando que não é sua intenção “imiscuir-se em qualquer programa eleitoral”.

O presidente da Comissão Coordenadora das Comemorações dos 40 anos do PSD chama a atenção para a necessidadade de : reformar o Sistema Político; reformar o Estado; reduzir despesa para baixar impostos; reformar a segurança social; reforçar a competitividade económica (as exportações têm de ascender a 50% do PIB); remover os obstáculos à natalidade; combater a desertificação do interior; apostar na inovação empresarial;_desenvolver a economia verde; investir no crescimento azul; reforçar a coesão social e exercer uma clara opção europeia”.

Pinto Balsemão homenageou ainda, “a título pessoal”, Pedro Passos Coelho, pela “sua perseverança, capacidade de trabalho, coragem, coerência e boa educação”. E lembrou que mesmo não estando “de acordo com tudo o que tem feito “, isso não o impede, “pelo contrário legitima, que lhe diga publicamente que, por mérito próprio, está a acumular um capital de confiança e de credibilidade que lhe permitirá, assim o espero e desejo, continuar a chefiar o Governo de Portugal nos próximos 4 anos.

Balsemão aproveitou ainda para agradecer e aplaudir todos os militantes do partido, que “dedicaram parte importante das suas vidas a uma causa  em que acreditavam e continuam a acreditar”, rematou.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×