08/12/2022
 
 
CSI. Comida sob investigação

CSI. Comida sob investigação

17/06/2013 00:00
Não seria de esperar, mas a culinária foi vítima de uma grande investigação. O resultado é um livro de receitas muito suspeitas. Carolina Pelicano Falcão revela-lhe a máfia por detrás do deleite

Pensa-se que Jungle Mythical Man seja um homem que se dedica às artes da cozinha. Mas talvez o nome seja um disfarce para encobrir a verdadeira identidade de um gangue secreto e mafioso. Seja como for, Jungle deixou escapar algumas informações e apresenta-se cheio de mistério: "Jungle nasceu nos Açores. Filho da água e dos vulcões, tem o sangue dos antigos portugueses que não tinham medo da aventura. Pescador de águas quentes, cedo começou a cozinhar o que os aquários selvagens açorianos lhe ofereciam."

Feitas as apresentações na terceira pessoa, "como um jogador de futebol", uma breve passagem para mencionar o homem por detrás do nome de guerrilha culinária: Bernardo Medonça. Mas o suspense continua. De volta à pele de Jungle, vai acompanhar cada página do novo livro que acaba de lançar: "C.S.I.: Comida sob Investigação", um livro de receitas apresentadas em modo de ficheiros secretos.

Este cabecilha, não actua sozinho. Os restantes suspeitos, que conheceu pelos trilhos da culinária, juntaram-se a ele para cometer o delito que é este livro: aqui vai encontrar receitas para entradas, sopas, pão, carne, peixe, sobremesas, petit fours e ainda sugestões de bebidas que acompanham bem cada prato.

Um trabalho laborioso, como conta Jungle, "depois do sucesso do primeiro livro ("2780 Taberna, Cozinha Experimental", que ganhou um Cook Book Gourmand Awards), comecei logo a trabalhar num segundo. Estas receitas estão a ser recolhidas, investigadas e preparadas há mais de três anos. A grande base é tuga. Obviamente que as nossas viagens e curiosidade gastronómica sobre outras culturas nos afecta."

O livro tem "receitas mais práticas e outras mais conceptuais", como explica Jungle. Nada disto é razão para se deixar intimidar: "Há muito que fugimos a palavras como "gourmet". Gostamos de comer bem, criar novos pratos e receitas. Mas achamos que isso não tem de estar associado a luxo nem, sobretudo, a formalidades, que odiamos."

Posto isto, os destinatários do livro estão identificados: "Todos os que querem divertir-se a cozinhar. Não é um livro para ideias "o que vou fazer logo à noite ao jantar". É um livro para sozinhos, com amigos ou companheiro, se divertirem com as inúmeras possibilidades de prazer que a cozinha nos dá", diz Jungle.

Jungle Mythical Man foi em tempos proprietário da 2780 Taberna, em Oeiras, onde muitos destes pratos constavam do cardápio, e que agora fechou, por culpa da crise: "O nosso objectivo era proporcionar refeições excepcionais a preços justos. Achamos que não é preciso formalismo e preço exagerado para se comer bem."

Impostos altos e crise à parte, aqui está um luxo que não pode ser burlado: juntar toda a gente à mesa.

Ler Mais

LiV

Os comentários estão desactivados.


Especiais em Destaque

iOnline

iOnline
×

Pesquise no i

×
 


Ver capa em alta resolução

iOnline