16/11/18
 
 
Nissan Qashqai. Mais bonito, maior e melhor que a geração anterior e ao mesmo preço

Nissan Qashqai. Mais bonito, maior e melhor que a geração anterior e ao mesmo preço

12/12/2013 00:00
Novo modelo chega no início de 2014 recheado de novas tecnologias e de melhorias nos materiais usados

É um daqueles casos em que a fotografia não faz completamente justiça ao carro visto ao vivo. Na primeira imagem do novo Nissan Qashqai, parecia que o carro perdia a ligação às anteriores versões e, sendo mais moderno, seria apenas um design novo. Mas na apresentação nacional, estática, do novo Qashqai, foi possível perceber que as linhas atraentes da última versão se mantêm e estão agora modernizadas com um design mais próximo da família Nissan e mais moderno, que conseguiu não estragar. Em caso de dúvida, este carro ganha claramente visto ao vivo.

Para além das claras diferenças no exterior, é no interior que estão muitas das novidades. O tabliê do Qashqai já gritava por uma actualização, bem conseguida agora neste modelo. O interior ganha todo um novo ar mais fluído e mais coerente e mais acolhedor em todos os lugares. E saltam à vista as melhorias nos materiais escolhidos em relação ao Qashqai anterior, tanto nos bancos, como nas portas ou no próprio tabliê, com novas luzes na consola central, junto à caixa.

O novo Qashqai vai perder a versão +2, com sete lugares, passando esta possibilidade apenas para o modelo X-Trail. No entanto, com o motor 1.6 diesel continua a ser possível ter tracção integral.

No entanto, a marca fez o possível para que estas melhorias não se reflictam no preço. A nova geração estará à venda a partir de 26 100 euros com o bloco 1.5 dCi, de 110 cv, no nível de equipamento Visia. A evolução deste motor permite-lhe, segundo a marca, ter emissões de apenas 99 g/km neste Qashqai e uma média de consumo de 3,8 L/100 km, uma redução de 22%. O motor sofreu ainda mexidas que lhe permitem ter mais 20 Nm de binário e maior disponibilidade a baixos regimes.

A gama vai ter ainda o já conhecido motor diesel de 1.6 e 130 cv e duas versões a gasolina: o 1.6 DIG-T, com 150 cv, e a novidade do grupo que é o motor 1.2 DIG-T de 115 cv e que vai estar disponível a partir dos 23 350 euros, com 190 Nm de binário e uma caixa de seis velocidades. Para este modelo, a marca anuncia consumos de 5,6 L/100 km e emissões de 129 g/km.

As novidades não ficam por aqui e algumas estão "escondidas". Os responsáveis da Nissan dizem que querem voltar a ser pioneiros no segmento dos crossover. Além das novidades estéticas, este é o primeiro modelo com a nova plataforma CMF (Common Module Family): é mais largo 20 mm, mais longo 49 mm e mais baixo em 15 mm. E há todo um leque de novas tecnologias, como o escudo de protecção inteligente (que inclui o sistema anti-colisão frontal, o alerta de fadiga, ou na detecção de sinais), o controlo de chassis, os faróis em LED, o sistema de estacionamento automático e o novo Nissan Connect para integração com as apps dos smartphones. O modelo traz um novo ecrã de cinco polegadas, a cores, para o computador de bordo.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×