12/8/20
 
 
Especialista diz que acidente com Alfa Pendular é "criminosamente grave"

Especialista diz que acidente com Alfa Pendular é "criminosamente grave"

Diana Tinoco Jornal i 31/07/2020 20:50

"Não se programa a viagem de um comboio pendular por uma linha que tem lá trabalhos de manutenção. Isto não entra na cabeça de ninguém", afirmou.

O especialista em Transportes e Vias de Comunicação Luís Cabral da Silva considerou, esta sexta-feira, que o acidente que ocorreu esta tarde com o comboio Alfa Pendular, em Soure, é “criminosamente grave” e “inexplicável”.

"Não se percebe como é que um comboio Alfa Pendular vá bater numa dresina (máquina) que está a fazer a manutenção da linha onde o comboio vai passar. Isto é um exemplo da irresponsabilidade completa", disse à Lusa.

No entender do especialista, há várias questões “técnicas que falharam” e que motivaram o acidente, que resultou na morte de duas pessoas. “Em rigor, o comboio não deveria lá chegar por causa do controle de velocidade. Pelos vistos chegou e bateu. Não se programa a viagem de um comboio pendular por uma linha que tem lá trabalhos de manutenção. Isto não entra na cabeça de ninguém", afirmou, questionando a inexistência de “qualquer comunicação” sobre a presença da máquina no local.

"Quem é que a mandou para lá? Acho que isto não se deve fazer durante o dia. Tudo isto aponta para uma grande incompetência criminosa da Infraestruturas de Portugal", criticou.

O comboio, que partiu de Santa Apolónia com destino a Braga, colidiu com uma máquina de trabalhos da Infraestruturas de Portugal (IP), descarrilando. O acidente provocou a morte de dois funcionários. Segundo fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro, há seis feridos graves, entre os quais o motorista do comboio, e 20 pessoas ficaram com ferimentos ligeiros.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×