29/10/20
 
 
Alexandre Poço. “Acima de tudo a JSD tem um ADN de coragem”

Alexandre Poço. “Acima de tudo a JSD tem um ADN de coragem”

Facebook Cristina Rita 28/07/2020 14:41

Novo líder da estrutura responde a líder do PSD: a ‘jota’ tem “a sua autonomia e tem a sua liberdade”. Destaque do novo mandato será para a cultura, saúde e ambiente.

O congresso da JSD ditou este fim de semana que Alexandre Poço, 28 anos, deputado e licenciado em Ciências da Comunicação fosse o novo líder da estrutura. Para alguns, que apontavam Sofia Matos ( ex-mandatária de Rui Rio) como vencedora, foi uma surpresa. Seja como for, Alexandre Poço já tinha sido um dos protagonistas da passada quinta-feira, dia em que sete deputados do PSD votaram contra o fim dos debates quinzenais, contrariando a disciplina de voto imposta pela direção. A decisão valeu-lhe uma longa lista de elogios (e mais de mil gostos no Twitter).

E agora? O que vai fazer com o seu mandato? Alexandre Poço responde ao i que o principal “combate” do seu mandato serão os “ desafios e a vida de cada jovem”. Mas não só. É preciso apostar na “cultura, saúde e ambiente para que se conjugue esta mensagem com a nossa visão sobre o empreendedorismo, o emprego e que a JSD tenha uma voz global sobre todas estas áreas”, confessou o dirigente. Para Alexandre Poço não se pode aceitar “que sobre um determinado tema só exista um determinado tipo de discurso”. O novo líder da JSD acrescenta que a sua estrutura “não pode falhar por falta de comparência”. Mais, “não aceitamos que nos digam que [um determinado assunto] seja um tema de esquerda e por aqui não deveremos ir”.

No caso da saúde, por exemplo, a JSD vai defender que é preciso “generalizar, por exemplo, as consultas por meios tecnológicas, as consultas à distância para libertar recursos”.

Todas as estruturas de juventude têm, normalmente, temas fraturantes na agenda. Mas, para Alexandre Poço “o que está a fraturar a nossa geração é a falta de oportunidades”.

O congresso da JSD foi feito online e, na mensagem que o presidente do PSD, Rui Rio, deixou, pediu lealdade à estrutura, ganhasse quem ganhasse a liderança. “A JSD tem autonomia, mas não tem independência, é uma organização integrada no PSD”, declarou Rui Rio, apontando um trabalho conjunto já para as eleições autárquicas.

Na resposta, Alexandre Poço declarou: “A JSD é uma organização autónoma, estou plenamente de acordo, a JSD tem a sua autonomia e tem a sua liberdade. E acima de tudo tem um ADN de coragem e tem um ADN de garantir que coloca sempre, em primeiro lugar, aquilo que são os interesses da nossa geração e aquilo que são os anseios das pessoas que são jovens. (...) O seu ADN é a liberdade e a coragem”, afirmou Alexandre Poço, ignorando a expressão usada por Rui Rio de que “não tem independência”. Para Alexandre Poço ficou, contudo, a garantia de trabalho em conjunto com o PSD.

O novo líder da JSD ganhou com 317 votos e a adversária, Sofia Matos, obteve 278. A também deputada foi mandatária para a juventude de Rio nas diretas de janeiro passado. Ao seu lado tinha Marta de Azevedo Rio como suplente na lista para o conselho de jurisdição nacional. Pormenor? É filha do presidente do PSD. Já Alexandre Poço foi apoiante de Pinto Luz e, depois, de Luís Montenegro nas últimas eleições. Mas ficou claro que a aposta de Rio para a ‘jota’ não vingou.

 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×