26/5/20
 
 
Dados mostram que coronavírus está a propagar-se mais rápido que gripe A e SARS

Dados mostram que coronavírus está a propagar-se mais rápido que gripe A e SARS

jornal i 03/02/2020 17:00

Comparando o primeiro mês das três epidemias, o 2019-nCoV mostra-se mais forte do que a SARS e a Gripe A: mais infetados e mais mortes.

O novo coronavírus, que surgiu na cidade chinesa de Wuhan, ja provocou a morte de 363 pessoas e deixou mais de 17 mil pessoas infetadas. Depois de a Organização Mundial da Saúde ter declarado emergência internacional e vários países terem ficado sob quarentena, várias questões sobre a propagação do coronavírus começaram a ser feitas.

Será o novo coronavírus mais perigoso do que a gripe A, que matou 203 mil pessoas em todo o mundo, durante o surto em 2009? Ou que a SARS que foi responsável pela morte de mais de 800 pessoas entre 2002 e 2003? Segundo uma investigação do jornal espanhol El Confidencial, o coronavírus tem uma capacidade de propagação superior às outras duas epidemias.

Comparando o primeiro mês das três epidemias, o 2019-nCoV mostra-se mais forte do que a SARS e a Gripe A: mais infetados e mais mortes.

 

Por outro lado, a taxa de letalidade - a percentagem dos infetados que morreram - do coronavírus ainda não chegou perto dos números da Síndrome Respiratória do Médio Oriente ou da SARS apesar de ter aumentado nos últimos dias de 2,8% para 4%.

Recorde-se que uma enfermeira chinesa partilhou um vídeo nas redes sociais no qual acusa as autoridades do seu país de estar a encobrir o impacto real do novo coronavírus, alegando que o número de infetados é muito superior ao que tem sido apresentado.

"Estou na área onde o coronavírus começou. Estou aqui para dizer a verdade. Neste momento, na província de Hubei, incluindo a área de Wuhan, 90 mil pessoas foram infetadas pelo coronavírus", disse a enfermeira, cuja identidade não foi divulgada.

Recorde-se que estas acusações de encobrimento ganham especial relevância, depois de se ter sabido que em 2002, o Governo chinês ocultou durante algum tempo, a existência da Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS) à própria população.

 

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×