22/9/19
 
 
Beja. Os candidatos lutam por três lugares

Beja. Os candidatos lutam por três lugares

Cristina Rita 10/09/2019 12:00

O círculo eleitoral de Beja é dos mais pequenos em termos eleitorais, mas é, em contraponto, o maior distrito em termos de área, com 10 225 quilómetros quadrados. Na luta por uma cadeira na casa da democracia estão 17 listas. Conheça aqui os protagonistas.

PS. Pedro do Carmo

O cabeça-de-lista do PS é um repetente nas listas do partido, mas a experiência política do também deputado Pedro do Carmo, 48 anos, surgiu no poder autárquico. O candidato é licenciado em Direito e técnico superior do Instituto do Emprego e Formação Profissional. Porém, foi como chefe de gabinete do presidente da Câmara de Barrancos, entre 2002 e 2005, que lançou as bases para uma corrida autárquica. Não o fez em Barrancos, mas sim no concelho de Ourique, onde cumpriu dez anos de mandato à frente daquela autarquia do Baixo Alentejo. Em 2015, António Costa apostou em Pedro do Carmo para cabeça-de-lista e o PS foi o partido mais votado no círculo eleitoral de Beja, tal como em 2011. Pedro do Carmo é conhecido entre os seus pares por saber fazer pontes de consenso, sendo também líder da Federação Distrital do Baixo Alentejo dos socialistas. O candidato foi um dos grandes apoiantes das touradas nos últimos quatro anos. 

CDU. João Manuel Dias

João Dias tem 46 anos, é natural de Serpa e exerceu a profissão de enfermeiro entre 1996 e o início de 2018, altura em que chegou ao Parlamento, no penúltimo ano da legislatura. Em 2018, João Ramos, o seu mandatário para as eleições de 6 de outubro deste ano, saiu do Parlamento e João Dias sucedeu-lhe. Porém, o candidato e cabeça-de-lista não era a escolha óbvia porque tinha sido o terceiro da lista da CDU nas legislativas de 2015 pelo círculo eleitoral de Beja. Mas o segundo nome da equipa, Teresa Pires, optou por não assumir o lugar por motivos pessoais e de saúde. João Dias ainda foi assessor do grupo parlamentar do PCP durante 28 dias em 2018, mas dividiu toda a sua atividade de enfermeiro entre o hospital e o centro de saúde no concelho de Beja, sempre na área da reabilitação. Desempenhou, aliás, o cargo de coordenador da Comissão de Prevenção e Tratamento de Feridas na ULSBA - Unidade Local de Saúde do Baixo Alentejo.

PSD. Henrique Silvestre Ferreira

Henrique Silvestre Ferreira seria uma escolha improvável para encabeçar a lista do PSD não fossem os critérios de renovação, impostos por Rui Rio, na escolha de cabeças-de-lista para as legislativas. O cabeça-de-lista não é militante do PSD, mas estreia-se nas lides políticas no topo de uma lista de candidatos a deputados. É engenheiro agrónomo, tem 31 anos e sucede a Nilza Sena (que ficou fora das listas) na liderança da equipa. Há quatro anos, o PSD concorreu coligado com o CDS.Henrique Silvestre Ferreira nasceu no Brasil, mas regressou a Portugal com 11 anos, tendo-se estabelecido em Ferreira do Alentejo. Formou-se na Universidade de Évora, assume-se como agricultor e administrador da produção agrícola de uvas do Vale da Rosa, conhecidas também pelo facto de serem apresentadas sem grainhas. Ganhou o prémio de melhor Jovem Agricultor atribuído pela CAP e o de projeto mais inovador da Europa.

CDS. Inês Teixeira

Há quatro anos, os centristas foram a votos em coligação. Desta vez optaram pela empresária Inês Palma Teixeira, de 47 anos, cuja ligação ao distrito surgiu na infância. A candidata e cabeça-de-lista vive em Cascais, sendo deputada na assembleia municipal, mas lembrou ao i que passou os seus primeiros anos de vida em Beja, concelho de onde é natural o pai. Mais tarde foi viver para Lisboa, mas manteve as ligações ao distrito de forma regular, além de passar temporadas de férias, bem como os fins-de-semana, na cidade de Beja. Agora assume a missão de tentar lutar por um dos três mandatos elegíveis pelo distrito, normalmente ocupados pelo PS, CDU e PSD, usando a sua experiência autárquica. Promete, aliás, percorrer todo o distrito de Beja para mostrar o projeto do CDS para aquele círculo eleitoral.

BE. Mariana Aiveca

Mariana Aiveca tem 65 anos e é de longe a candidata com mais experiência parlamentar, tendo sido deputada eleita pelo Bloco de Esquerda em três legislaturas, entre 2005 e 2015. Nas últimas eleições legislativas, o Bloco de Esquerda apostou na atual funcionária pública aposentada, mas não conseguiu a eleição. Agora, o partido liderado por Catarina Martins volta a insistir num nome com ligações ao distrito de Beja, tendo a candidata nascido na localidade de Penedo Gordo - apesar de Mariana Aiveca ter sido sempre eleita pelo círculo de Setúbal nas listas do BE. Em 2013, Mariana Aiveca concorreu também às eleições autárquicas em Setúbal. A candidata foi funcionária da Segurança Social na categoria de assistente administrativa, estando já aposentada.

PAN. Inês Campos

A candidata do partido Pessoas-Animais-Natureza tem 45 anos e estreia-se como cabeça-de-lista pelo partido. Inês Campos é investigadora nas áreas das alterações climáticas e do desenvolvimento sustentável, segundo dados oficiais do PAN. Em 2010, a cabeça-de--lista do PAN chegou a ser coordenadora em Portugal da campanha das Nações Unidas para os Objetivos de Desenvolvimento do Milénio em 2010. Atualmente está ligada à Faculdade de Ciências da Universidade de Lisboa e o seu nome aparece associado a trabalhos sobre recursos renováveis e meio ambiente. É coordenadora de um projeto - PROSEU - que avalia o papel dos cidadãos na produção e distribuição de energia renovável e tem como objetivo analisar de que forma o “prosumerismo (conceito de produtor e consumidor) pode ajudar a construir um futuro mais sustentável”, lê-se nas linhas gerais do projeto.

Cabeças de-lista dos partidos sem assento parlamentar

António Cortez de Lobão, Aliança

Nelson Caetano, Livre

Catarina Martins, Partido da Terra (MPT)

Pedro Pinto, Chega

Maria Dargent, Iniciativa Liberal

Aurélio Saiote, Partido Democrático Republicano (PDR)

Hélder Nascimento, NÓS, Cidadãos!

Joaquim Covas, Partido Comunista dos Trabalhadores Portugeuses (PCTP-MRPP)

Francisco Faria, Partido Nacional Renovador (PNR)

Ana da Câmara Pereira, Partido Poupular Monárquico (PPM)

António da Conceição, Partido Trabalhista Português (PTP)

 

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×