21/10/19
 
 
Hugo Strada tem 36 anos e prometia a crianças que seriam influencers. Agora, é acusado de pedofilia

Hugo Strada tem 36 anos e prometia a crianças que seriam influencers. Agora, é acusado de pedofilia

Instagram oficial Team Strada Jornal i 26/07/2019 18:35

No Instagram, Hugo Strada deixou claro que está a ser alvo de "comentários difamatórios", "manipulação de imagens" e que repudia "qualquer acusação" que lhe tenha sido endereçada

A polémica teve início na passada sexta-feira, dia 19 de julho, quando Hugo Strada - gestor digital de 36 anos - foi com o seu grupo de "alunos" ao Curto Circuito, programa da SIC Radical. O objetivo? Promover uma nova escola para influenciadores digitais (autodescrita no YouTube como "a casa mais louca do país"), sendo este o grande sonho que o adulto vende aos mais novos desde 2017. Contudo, os alarmes soaram quando Douglas de 17 anos, mais conhecido por Dumbo nas redes sociais, deu um beijo nos lábios ao seu "mentor".

Quem não ficou indiferente ao sucedido foi o YouTuber João Sousa que, na quarta-feira, decidiu começar a revelar os factos de que tem conhecimento, publicando no Twitter: "Eu estou há imenso tempo para dar 'expose' à team strada no youtube mas a minha agente não me deixa, ando a estudar o caso deles há algum tempo e quanto mais coisas vejo mais preocupado fico e sinto que fazer isto já é mais um dever cívico do que outra coisa" tendo publicado, no mesmo dia, um vídeo com imagens compiladas de situações que considera "desconfortáveis". Sublinhe-se que o jovem já tinha integrado o grupo mas abandonou o mesmo "assim que soube da verdade".    

As imagens dizem respeito a momentos partilhados por Strada nas contas oficiais da equipa. Nas imagens é possível ver o homem a borrifar desodorizante perto dos genitais de uma menor ou até mesmo a entrar numa casa de banho enquanto uma adolescente a está a usar, despida da cintura para baixo, visivelmente embaraçada - no entanto, o líder enrola papel higiénico nas mãos e parece querer limpar a rapariga - o mais chocante é que Strada afirmou que estava a tentar gravar "um tutorial sobre como limpar uma cenaita" (termo do calão que diz respeito à vagina) e admite ser tio da alegada vítima.“Não levem a mal porque eu sou tio dela. Faço isto desde que ela tem dois anos” acrescentou ainda. Outros momentos dizem respeito a encontros com fãs: numa fotografia, Strada abraça uma jovem e agarra-lhe o peito e, noutra, toca na coxa de uma menina.

pic.twitter.com/vv2gzF4nTU

— João Sousa 💖🦋 (@joaosousayt) July 24, 2019

"Quando vcs eram mais novos davam um " bjinho " no vosso pai, então pronto o hugo e como um pai q nunca tive do meu lado, até mete piada kkkk" avançou Douglas sobre o episódio onde esteve envolvido mas Sousa, que conta com 175 mil seguidores no Twitter, não desistiu de expor esta situação na medida em que considera que um dos seus deveres, enquanto figura pública, é aproveitar a visibilidade "para coisas que importam". Mas uma parte significativa da legião de fãs de Strada mantém-se fiel: é o caso de Débora, acusada de criar uma conta falsa do Twitter, que partilha pensamentos como "O meu sonho é que o Hugo Strada me viole. Já não sou virgem por isso tou preparada". Mas há quem tenha ficado desiludido com a atuação do agora arguido, como Melanie Vicente, que confessou ter saído do projeto devido à "ilusão" e que Strada fazia "joguinhos psicológicos" com a sua mãe.

Não há/houve extorsão infantil?? Ele aproveita-se/aproveitou-se da nossa ingenuidade dizendo “agora é trabalho duro para depois terem muito”, todas as semanas eu ouvia “vêem aí coisas grandes” e merda nenhuma vinha.
Mais eu consegui sozinha em tão pouco tempo, doq com esse gajo.

— mel (@melanievicente6) July 25, 2019

Por outro lado, a equipa Voluntários Digitais Em Situações de Emergências para Portugal (VOST) enviou um e-mail à Comissão Nacional de Promoção dos Direitos e Proteção das Crianças e Jovens (CNPDPCJ) apelando a que a mesma usasse os "recursos que tem ao seu dispor quer legais quer operacionais" e "inicie uma investigação relativamente aos comportamentos, publicados em várias plataformas online, do senhor Hugo Strada" especificando que "os últimos vídeos que vieram a público mostram o mesmo a entrar numa casa de banho onde esta uma menor, sendo que existem também outros conteúdos que suscitam algumas questões relativamente à segurança, e bem estar dos menores envolvidos, nos mesmos”.

Esta sexta-feira, através da técnica superior Ana Aranha, a comissão avançou que se está "perante eventuais situações que podem cosubtanciar perigo" e que as denúncias foram encaminhadas para a Jurisdição de Família e Menores do Ministério Público.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×