20/4/19
 
 
Mais 195 mil passes vendidos entre março e abril do que em 2018

Mais 195 mil passes vendidos entre março e abril do que em 2018

Bruno Gonçalves Beatriz Dias Coelho 17/04/2019 14:17

“Os novos Navegante vendidos nos primeiros cinco dias do mês de abril representaram cerca de 87% de todos os passes comprados na AML”, revela entidade em comunicado.

Entre março e abril deste ano foram vendidos mais 195 mil passes de transportes públicos do que em período homólogo de 2018. Os números foram avançados em comunicado pela Área Metropolitana de Lisboa (AML), que precisa que o aumento diz respeito ao período de “1 de março a 5 de abril” e que se registou um crescimento superior a 30%, tendo sido vendidos cerca de 650 mil passes – apesar de os novos passes Navegante municipal e metropolitano terem entrado em vigor em 1 de abril e de as férias escolares terem decorrido em alturas diferentes.

De acordo com a AML, que inclui 18 concelhos, “os novos Navegante vendidos nos primeiros cinco dias do mês de abril representaram cerca de 87% de todos os passes comprados na AML, correspondendo assim a uma efetiva simplificação do sistema tarifário, tendo presente que anteriormente os títulos intermodais representavam, em média, 50,7% das vendas de passes”. Até cinco de abril, precisa a nota, “mais 411 mil passes Navegante, válidos para o mês de abril”, foram vendidos desde que passaram a ser disponibilizados no portal Viva, em 21 de março, e nos operadores e na rede multibanco, no dia 26 de março.

Já “cerca de 12,5% dos novos Navegantes vendidos”, frisa a entidade, dizem respeito ao Navegante +65. O maior número de vendas, continua o comunicado, “com o carregamento de mais de 93 mil títulos”, ocorreu no dia 1 de abril, data do arranque do novo sistema. “16,3% das vendas dos títulos Navegante foram efetuadas na rede SIBS (Multibanco) e no portal Viva (online)”, dá ainda conta o comunicado.

A implementação do novo sistema teve, incontornavelmente, repercussões na venda dos cartões Lisboa Viva: “Relativamente à venda de cartões Lisboa Viva (suporte físico necessário para o carregamento dos passes Navegante), nos primeiros cinco dias de abril foram solicitados mais de 17 mil novos cartões, o que representa um crescimento de 190% relativamente ao período homólogo de 2018”.

À Lusa, o primeiro secretário metropolitano, Carlos Humberto de Carvalho, disse que “os dados são muito positivos, apesar de serem ainda muito preliminares”. No entanto, referiu ainda, “todos os dados vão no sentido de confirmarem as melhores expectativas, com o crescimento de quase 17 mil cartões”.

Com os novos passes, lembra a entidade na nota, pretende-se “uma redução significativa do preço” dos 550 mil passes vendidos por mês, em média, no conjunto dos concelhos da AML. Mas não só: mais de 900 mil residentes e de 70% do território, que até ao arranque do novo sistema não estavam incluídos no sistema de passes intermodais, passaram a estar também abrangidos.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×