24/3/19
 
 
Esfaqueou 24 vezes a mulher mas pena foi reduzida por esta ter um amante

Esfaqueou 24 vezes a mulher mas pena foi reduzida por esta ter um amante

16/03/2019 19:26

Javier Gamboa não perdoou a traição da mulher e esfaqueou-a por 24 vezes. A pena foi reduzida com a justificação da mulher ter uma relação extraconjugal.

Um caso que ocorreu no dia 8 de abril de 2018 reabriu o debate sobre a violência machista em Itália. Javier Gamboa, de 52 anos, desferiu 24 golpes na companheira da altura, Angela Jenny Coello Reyes, num ataque motivado por ciúmes.

Tudo aconteceu depois de Javier descobrir que Angela o estava a trair com outro homem. Javier ainda tentou fugir, mas foi apanhado três dias depois do crime. Na altura, o Ministério Público pediu 30 anos de prisão para Javier, mas acabou por ser condenado a “apenas” 16 anos de prisão, conforme dá conta o "Il Corriere della Sera".

Segundo a publicação italiana, a pena acabou por ser reduzida em 50% porque, segundo os juízes, Javier “agiu guiado por um misto de raiva e desespero e com uma profunda deceção e ressentimento" após descobrir a traição de Angela.

O coletivo de juízes liderado pela juíza Silvia Capanini diz mesmo que o crime não foi motivado por ciúmes. "A reação mão foi motivada pelos ciúmes, mas antes como uma reação aos comportamentos da mulher, de todo incoerentes e contraditórios", explicou a juíza, de acordo com o jornal "El Español".

O Primeiro-ministro italiano já foi obrigado a comentar o caso e fê-lo através de uma publicação no Facebook, onde disse que "nenhum sentimento, mesmo que muito intenso, pode justificar o femícidio".

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×