20/2/19
 
 
Megaoperação da PSP em Famalicão faz nove detidos

Megaoperação da PSP em Famalicão faz nove detidos

Joaquim Gomes 11/02/2019 11:57

Dois dos detidos pela vaga de assaltos têm entre os 16 e 17 anos

O balanço final da megaoperação da PSP de Braga na manhã desta segunda-feira, em Vila Nova de Famalicão, que se estendeu a Guimarães, é de nove detidos – entre os quais dois jovens com menos de 18 anos – e muitas apreensões de droga e de material furtado, segundo o i apurou ao princípio da tarde junto de fontes policiais.

As investigações criminais da Polícia de Segurança Pública, ao longo dos últimos três meses, desarticularam um grupo cujos elementos afirmaram hoje ter profissão de feirante, mas a PSP apurou que atuavam sempre de forma muito coesa, especialmente devido às suas fortes ligações familiares entre si, praticando os furtos durante a noite e a madrugada, em residências, garagens e em estabelecimentos comerciais, no município de Famalicão.

O Comando Distrital de Braga da PSP, através das suas Divisões Policiais de Braga e de Guimarães, com numa investigação da Esquadra Complexa de Vila Nova de Famalicão, realizou dez buscas domiciliárias, em Famalicão e Guimarães, tendo cumprido ao todo já oito mandados de detenção e detido um nono suspeito, numa situação de flagrante delito.

A PSP de Braga, que atuou em colaboração com a Força Destacada da Unidade Especial de Polícia/Corpo de Intervenção no Comando Metropolitano da PSP do Porto, atuou com rapidez e firmeza, não permitindo qualquer veleidade aos suspeitos, todos surpreendidos nas suas residências, passavam cerca de 15 minutos das sete horas da manhã, na cidade de Famalicão e na freguesia vizinha de Calendário, para além do concelho de Guimarães.

Comerciantes estavam inquietos

A vaga de assaltos a estabelecimentos comerciais, registada desde o princípio deste ano, já tinha levado a Associação Comercial e Industrial de Vila Nova de Famalicão, a própria alvo de um assalto frustrado, há cerca de duas semanas, a denunciar a vaga de assaltos, em que manifestou as preocupações crescentes de todos os comerciantes deste concelho.

Aquela mesma associação, já tinha manifestado publicamente a sua preocupação em face da vaga de assaltos, considerando que a situação “estava a colocar em causa a atividade económica dos seus associados e dos comerciantes em geral em Vila Nova de Famalicão”, solicitando a “adoção de todas as medidas” para garantir “a máxima segurança possível” aos famalicenses”, tendo as  buscas decorrido nas localidades de Famalicão e Calendário.

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×