21/1/19
 
 
PSD. Argumentos a favor e contra a antecipação das eleições diretas

PSD. Argumentos a favor e contra a antecipação das eleições diretas

Bruno Gonçalves Luís Claro 14/01/2019 16:35

O PSD está dividido no que toca à antecipação das eleições diretas. Conheça os principais argumentos a favor e contra

 

Contra

Pinto Balsemão

Foi apoiante de Rio Rio nas diretas e já se manifestou contra a antecipação do congresso. Considerou mesmo que a declaração de Luís Montenegro não foi oportuna e teve um conteúdo melodramático ou patético.

Paulo Rangel

O eurodeputado manifestou--se surpreendido com a decisão de Luís Montenegro  e considerou que não faz sentido entrar em pleno numa discussão interna período eleitoral.

Mota Amaral

O ex-presidente da Assembleia da República defende que “lançar o PSD num ambiente de crise só beneficia o governo e o PS”. Mota Amaral afirmou ao “Sol” que “não faz sentido nenhum” “antecipar as eleições”.

Ângelo Correia

 O histórico do PSD considera que os críticos de Rui Rio são “a verdadeira muleta do PS”.  Ângelo Correia disse, em declarações à TSF, que a  atitude dos críticos  é  “incompreensível” e pode “destruir” o PSD.

Carlos Carreiras

O presidente da Câmara de Cascais está entre os críticos de Rui Rio, mas não alinha com a antecipação do congresso. Para Carlos Carreiras uma luta interna à beira das eleições pode piorar 
a situação do PSD.

Pacheco Pereira

Considera que Rui Rio cometeu alguns erros, mas não alinha com aqueles que querem derrubar o líder. No Quadratura do Círculo, na SIC, Pacheco Pereira defendeu que os críticos estão apenas preocupados 
com lugares.

 

A favor

Paula Teixeira da Cruz

A ex-ministra da Justiça declarou o seu apoio a Luís Montenegro e encara com naturalidade a antecipação das eleições diretas. “Estes processos estão estatutariamente previstos”, disse Paula Teixeira da Cruz

Miguel Relvas

Miguel Relvas é um dos maiores críticos do atual líder e está ao lado dos que querem antecipar as diretas. Está convencido de que “a mudança de estratégia vai criar uma alternativa clara” a António Costa.

Maria Luís Albuquerque

A ex-ministra das Finanças defendeu uma verdadeira clarificação. “A melhor forma de clarificar seria devolvendo a palavra aos militantes e quem saísse vencedor dessa disputa seria um líder reforçado”, disse Maria Luís.

Carlos Abreu Amorim

O deputado social-democrata defende que nada pode continuar como está. Para Carlos Abreu Amorim, a situação do partido é “deplorável” e todos ficariam a ganhar com a marcação de eleições diretas.

Pedro Pinto

Foi dos presidentes de distritais mais ativos na tentativa de marcar um Conselho Nacional para derrubar o atual líder do PSD. Pedro Pinto garante que há insatisfação com a direção liderada por Rui Rio.

Hugo Soares

Hugo Soares foi a única cara conhecida a aparecer ao ladode Luís Montenegro na sexta-feira. A relação com Rui Rio foi conturbada desde o início e é um dos defensores de que o PSD deve mudar de estratégia.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×