27/5/20
 
 
Suspeitos do homicídio de Luís Grilo ficam em prisão preventiva

Suspeitos do homicídio de Luís Grilo ficam em prisão preventiva

Jornal i 29/09/2018 15:53

Ambos os suspeitos foram detidos na última quarta-feira à noite pela Polícia Judiciária. Advogada dos arguidos avalia impugnação da medida de coação.

Rosa Grilo e o alegado cúmplice do homicídio de Luís Grilo, António Joaquim vão ficar em prisão preventiva, de acordo com a decisão do Tribunal este sábado. Ambos haviam estado sob interrogatório desde ontem, no Tribunal de Vila Franca de Xira.

Ambos os suspeitos foram detidos na última quarta-feira à noite pela Polícia Judiciária.

A mulher, viúva da vítima, e o homem, com quem manteria uma relação amorosa, estão indiciados pela prática dos crimes de homicídio qualificado, profanação de cadáver e detenção de arma proibida.

A prisão preventiva é justificada por se considerar existir perigo de fuga, perigo de perturbação do decurso do inquérito e ainda pela grave perturbação da ordem e tranquilidade públicas.

Os arguidos sairam das instalações do Tribunal de Vila Franca de Xira pelas 16 horas deste sábado para cumprirem a medida de coação. Rosa Grilo deverá ficar detida em Tires. 

O pai de Rosa de Grilo, Américo Pina não escondeu a emoção quando soube da decisão do tribunal, após seis horas de interrogatório ao segundo arguido, António Joaquim Félix.  "Amo-te filha", gritou o progenitor na saída da filha rumo à prisão. Mas, várias pessoas apuparam os arguidos, mais uma

A advogada dos arguidos, Tânia Reis está a avaliar o pedido de impugnação da prisão preventiva. Em declarações aos jornalistas, a advogada considerou, contudo, "normal" a decisão pelo mediatismo do caso.

De acordo com o relatório da autópsia, o triatleta foi atingido por um disparo de arma de fogo, tendo a bala ficado alojada na cabeça. Tudo terá acontecido dia 15 de julho, no domingo anterior a Rosa Grilo ter alertado para o seu suposto desaparecimento.

Recorde-se que o corpo do triatleta Luís Grilo foi encontrado, mais de um mês depois do seu desaparecimento em Vila Franca de Xira, em Avis a 134 quilómetros de casa.

O cadáver foi descoberto por um popular que alertou as autoridades, Luís Grilo estava sem roupa, com um saco de plástico na cabeça e com evidentes sinais de violência.

Luís Grilo tinha um filho menor com Rosa Grilo, a principal suspeita do seu homicídio.

 

(Notícia atualizada às 17h06)

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×