22/9/18
 
 
Quase meio milhão de pessoas deslocadas de Guangdong devido ao tufão Mangkhut

Quase meio milhão de pessoas deslocadas de Guangdong devido ao tufão Mangkhut

AFP Jornal i 16/09/2018 09:16

Também Macau e Hong Kong estão em alerta máximo 

O tufão Mangkhut obrigou a que quase meio milhão de pessoas fossem deslocadas de sete cidades da província chinesa de Guangdong. O tufão também está a atingir Macau, as Filipinas, onde já causou 28 mortos e Taiwan, onde morreu uma pessoa.

Nas Filipinas, de acordo com a Associated Press, citada pela Lusa, Oscar Albayalde, diretor-geral da Polícia Nacional, informou que 20 pessoas morreram na região montanhosa de Cordillera, quatro em New Vizcaya e ainda outra pessoa fora destas regiões.

Na província de Cagayan, foram registadas três mortes.

De acordo com Francis Tolentino, assessor do Presidente Duterte, uma criança está entre as vítimas mortais. Em causa, está o facto de os pais da criança se terem recusado a abandonar de imediato a sua cidade.

Além disto, o assessor do Presidente das Filipinas revelou ainda que pelo menos duas pessoas estavam desaparecidas.

O tufão aproxima-se agora da costa chinesa e uma das preocupações está na província de Guagndong, onde existem duas centrais nucleares que podem ser afetafas pelo Mangkhut.

Também Macau e Hong Kong estão em alerta máximo e centenas de voos já foram cancelados. No total, as autoridades do aeroporto internacional de Hong Kong informam que cerca de 889 voos foram adiados ou cancelados. Em Macau, 160 voos foram cancelados e 14 tiveram de ser adiados.

Quanto às Filipinas, o tufão está a trazer à memória aquela que foi a mais mortífera das tesmpestades a abater-se sobre o país: o super-tufão Haiyan que, em 2013, matou mais de 7000 pessoas. Contudo, desde então foram melhoradas as condições de resposta e salvamento.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×