25/9/18
 
 
Fundo Revita analisa hoje processos de reconstrução de casas em Pedrógão Grande

Fundo Revita analisa hoje processos de reconstrução de casas em Pedrógão Grande

Mafalda Gomes Jornal i 07/09/2018 09:31

A Comissão Técnica do Fundo Revita vai analisar, esta sexta-feira, em Pedrógão Grande, os processos de reconstrução de habitações que foram afetadas pelos incêndios do verão do ano passado, face a todas as alegadas irregularidades.

A Comissão Técnica do Fundo Revita - órgão gestor dos fundos de apoio à reconstrução das casas afetadas pelos incêndios de junho de 2017 - vai reunir-se hoje às 14h30, nas instalações da Associação Pinhais do Zêzere, informou a Câmara Municipal de Pedrógão Grande, através de uma nota de imprensa enviada à agência Lusa.

Em causa está o inquérito aberto no mês de julho pelo Ministério Público (MP) para investigar irregularidades na reconstrução das habitações afetadas pelo incêndio de junho de 2017, em Pedrógão Grande.

A convocatória “surge na sequência de notícias várias apontando suspeita de irregularidades em processos concernentes à reconstrução de algumas habitações”, indica a câmara.

Recorde-se que a 30 de agosto, a presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Centro (CCDRC), Ana Abrunhosa, adiantou aos jornalistas que já tinham sido remetidos ao MP 21 processos, no âmbito de alegadas irregularidades na reconstrução de habitações.

De acordo com as reportagens da Visão e, posteriormente, da TVI, há casas que terão sido classificadas como de primeira habitação quando eram de segunda habitação ou estavam simplesmente abandonadas e degradadas.

O incêndio que deflagrou em junho de 2017, em Pedrógão Grande, no distrito de Leiria, destruiu meio milhar de casas, 261 das quais habitações permanentes, e ainda 50 empresas.

O Fundo Revita foi criado pelo Governo para apoiar as populações e a revitalização das áreas afetadas pelas chamas.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×