26/9/18
 
 
Vítor Rainho 24/08/2018
Vítor Rainho

vitor.rainho@newsplex.pt

Os vampiros de Pedrógão só merecem a prisão

As suspeitas já tinham sido publicadas pela revista “Visão”, mas o trabalho de Ana Leal na TVI deu ainda mais força ao escândalo. Com testemunhos gravados, a margem para dúvidas desapareceu. 

Confesso que tive dificuldade em ver a reportagem completa, pois a minha indignação crescia a cada segundo. Como é possível existirem pessoas que se aproveitam da desgraça alheia, não olhando a meios para beneficiarem da bondade dos outros. Como é sabido, aquando dos incêndios de Pedrógão, como nos de outubro, a sociedade civil uniu-se e não faltaram donativos para ajudar os sobreviventes da desgraça, tendo o Estado também feito o seu papel.

Só que uns abutres encontraram na desgraça a oportunidade de ganharem uns bons milhares de euros com a  generosidade alheia. Figuras próximas do presidente da câmara e de um vereador começaram a mudar a sua morada fiscal, dando a de palheiros ou edifícios que há muito estavam em ruínas. Com essa atitude, conseguiram os subsídios para ficarem com segundas e terceiras casas novas, já que as de primeira habitação não tinham sido consumidas pelas chamas. Enquanto isso, alguns dos verdadeiros desalojados esperavam e ainda esperam pela conclusão das obras, ao contrários dos tais amigos do presidente da câmara e dos seus muchachos. E quem tinha em Pedrógão a casa de férias, apesar de modesta, também ficou no fim da fila para ser recompensado.

Digamos que o esquema usado foi o de verdadeiros vampiros que não têm um pingo de dignidade. Se a justiça não conseguir levar essas figuras a tribunal, então este país não tem dignidade alguma. Felizmente, na reportagem, viram-se alguns testemunhos de pessoas que se recusaram a entrar nesse esquema, preferindo sair prejudicados a cederem ao vampirismo das doações. Pessoas que carregam a dureza de uma vida disseram não à corrupção. E é isso que nos faz acreditar na raça humana. Os outros, os vampiros, só merecem ser enfiados numa prisão durante longos anos.
 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×