19/11/18
 
 
Polícias indignados com uso de carro em videoclipe de David Carreira

Polícias indignados com uso de carro em videoclipe de David Carreira

DR Carlos Diogo Santos 08/08/2018 13:19

PSP admite que está a estudar o caso, uma vez que utilização foi diferente da que constava na descrição feita pela produtora

A utilização de um carro de patrulha da PSP no último videoclipe de David Carreira está a provocar indignação dentro da polícia. No vídeo da música “O problema que ela é linda” pode ver-se o músico angolano Deejay Telio, que canta com o português, sentado no capot do carro – que está com as portas todas abertas e várias mulheres em cima. A letra da música nada tem a ver com polícia: o carro da PSP surge inclusivamente nas partes em que o cantor angolano canta “mas a f*** é que ela é linda”.

Dentro da PSP há quem considere que a banalização dos carros da instituição neste tipo de produções está mesmo a pôr em causa a imagem da polícia. O i sabe que apesar de o carro ter sido ‘alugado’ pela produtora, a PSP terá ficado com a perceção de que o mesmo seria apenas usado como cenário e não da forma em que surge no videoclipe. Fonte oficial da polícia explicou que está a ser analisada uma reação a este videoclipe de David Carreira.

São vários os elementos da PSP que se dizem chocados com as imagens, ainda que muitos prefiram não ser identificados. Confrontada pelo i, a OSP/PSP – Organização Sindical dos Polícias reagiu, dizendo que se trata de uma situação “incompreensível e intolerável”. E referiu que o mais grave são as palavras utilizadas e que ficam associadas ao carro de patrulha: “Mas a f*** é que ela é bela”.

“No entender da OSP/PSP a música nada tem a ver com o serviço policial e desfigura a instituição como algo banal e indigno em que qualquer um pode espojar-se em cima de uma viatura de serviço policial e fazer e dizer o que bem lhe apetece”, assegura ao i fonte do sindicato, acrescentando que, com este videoclipe, “a dignidade e nobreza da PSP foi posta em causa”.

Perante isto, o sindicato promete mesmo “verificar se a PSP tem conhecimento deste uso abusivo dos meios policiais alugados e solicitar esclarecimento sobre o que foi ou irá ser feito para corrigir estas situações”.

Contactada pelo i, a agência que faz a comunicação de David Carreira esclareceu que “a produção do videoclipe do novo single do artista ficou a cargo da entidade RegiBrainstorm, e esta procedeu ao pedido das respetivas licenças e autorizações na Direção Nacional da PSP, através do seu gabinete de relações públicas, junto da qual foi feito um pagamento pelo serviço”. É ainda explicado que foi feito “um acompanhamento de um responsável da entidade em todos os momentos do processo”. 

A mesma fonte remeteu mais esclarecimentos para o departamento de Relações Públicas da PSP.

Ao i, o porta-voz da PSP Hugo Palma esclareceu que o pedido foi feito, salientando que a autorização foi dada mediante a descrição enviada pela produtora, segundo a qual “o carro estava ao fundo e não com pessoas sentadas”. A mesma fonte adiantou ainda que está a ser analisada uma reação ao videoclipe.

No último mês foi notícia uma foto do rapper português Piruka, em que este estava em cima de um carro da polícia a fumar. Neste caso, de utilização não autorizada, a PSP optou por responder nas redes sociais com algum humor: “É claro que uma viatura nossa dá mais ‘cenário’ a qualquer foto... Compreendemos”.

Este ano já foram feitos uma 15 pedidos à PSP para utilização de viaturas para produções, sendo que só dois foram recusados. Ocusto é 20 euros à hora, a que acresce o combustível. 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×