25/9/18
 
 
Parlamento discute a alimentação nas escolas

Parlamento discute a alimentação nas escolas

Shutterstock Jornal i 18/07/2018 13:06

Vereador da Educação da Câmara Municipal de Cascais avançou com a petição

O PAN e o PEV mostraram-se preocupados com a alimentação dos alunos e avançaram com projetos de lei para alterar a forma como a alimentação escolar é gerida. Enquanto o PAN apresenta três projetos de lei e duas recomendações, “Os Verdes” apresentam quatro projetos de lei e uma recomendação.

Os dois partidos querem controlar os produtos disponibilizados nas máquinas de venda automática, procurando assim a redução de açúcar, gordura e sal. Por outro lado, os projetos que os separam passam pela abolição de carnes processadas dos refeitórios escolares, o fim da distribuição do leito achocolatado às crianças – ambas sugeridas pelo do PAN –, assim com a possibilidade de haver uma bebida vegetal nas cantinas e bares das escolas avançada por parte do PEV.

Também Frederico Manuel Pinho de Almeida entregou na Assembleia da República uma petição a requer a liberdade para aumentar o valor pago por cada refeição, para que haja melhores condições nos serviços. A petição defende ainda que as autarquias possam realizar protocolos com instituições de solidariedade para o fornecimento de refeições escolares.

A discussão relativa às cantinas escolares subiu de tom quando, no ano letivo passado, foram divulgadas nas redes sociais fotografias dos pratos que eram servidos nas cantinas escolares, onde havia comida crua e doses insuficientes.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×