22/9/18
 
 
Marrocos. Futebolista que participou no Mundial 2018 vai ser julgado por homicídio involuntário

Marrocos. Futebolista que participou no Mundial 2018 vai ser julgado por homicídio involuntário

DR Jornal i 03/07/2018 16:15

 Amine Harit estará em negociações com a família da vítima para chegar a um acordo e evitar o julgamento.

O futebolista marroquino Amine Harit, que participou no Mundial 2018, vai ser julgado por homicídio involuntário depois de ter atropelado uma pessoa, que acabou por morrer, em Marraquexe, no passado fim de semana.

Segundo a notícia avançada pelo portal de notícias marroquino Hespress, o internacional marroquino pagou uma fiança que ronda os 900 euros para não ficar em prisão preventiva.

A comunicação social marroquina difundiu bastante o caso através de várias fotos da vítima e do veículo que esteve envolvido no acidente, tendo avançado informações sobre o estado psicológico de Amine Harit, mas também informações acerca das negociações que estarão a ocorrer entre o jogador e a família para evitar o julgamento deste.

O jogador, que alinha pelos alemães do Schakle04, estaria de férias depois de ter disputado o Mundial 2018, no grupo B, onde também estava inserida a seleção portuguesa.

A primeira sessão do julgamento está marcada para 11 de julho.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×