23/10/18
 
 
José Mourinho elogia Bernardo Silva, o "acelerado mental"

José Mourinho elogia Bernardo Silva, o "acelerado mental"

17/05/2018 12:46

José Mourinho falou sobre vários internacionais portugueses a jogar em Inglaterra. 

Os maiores elogios vão para Bernardo Silva, a quem chama de "12º jogador do Manchester City". "Só não jogou mais porque está no City. Noutro clube, jogaria seguramente mais", comentou ao Record.

"É um miúdo com uma pinta e classe fora do normal e isso é muito importante nestas gerações. É um acelerado mental: pensa e executa rápido. É um jogador fantástico", elogiou.

Para José Mourinho, o internacional português do rival e campeão em título deu aos Cityzens "pontos, qualidade, beleza ao jogo", ou seja "tudo aquilo que 50 ou 60 milhões podem dar". O manager do Manchester United falou ainda sobre João Mário e Renato Sanches.

Sobre o médio emprestado pelo Inter de Milão ao West Ham, admitiu que "gostava que ele ficasse em Inglaterra". "Seria melhor para ele ficar aqui pois iniciou um bom processo e seria bom para ele terminá-lo", 

 "Para a sua evolução, ficar em Inglaterra seria boa opção", refere ainda, defendendo que o organizador de jogo tem todas as qualidades para vingar. "Ele pensa e executa rápido, estava a recuperar essa velocidade de pensamento e execução, estava a recuperar intensidade e agressividade. Estava a gostar do João cada vez mais", admitiu também.

Sobre Renato Sanches, Mourinho defende que o médio complicou demasiado o jogo. "Quando comecei a vê-lo no Swansea pareceu-me que ele sentiu uma necessidade tremenda de fazer bem, exageradamente bem. Fazia coisas complicadas e esqueceu a simplicidade do jogo, o passe simples a dois ou três metros, esqueceu o jogo a um ou dois toques, cada vez que recebia, tinha de dar um toque mais, florear, não era capaz de fazer um passe certo, ia logo para o passe longo, o passe impossível", explicou.

No entanto, Mourinho pede cautela nas avaliações prematuras da carreira de Renato Sanches após duas épocas negativas desde que se transferiu do Benfica para o Bayern de Munique. "Calma que um ano mau no Bayern acaba com poucas oportunidades, faz parte de um processo"

"Onde vai encontrar essa calma? No Benfica e não noutro empréstimo? Não sei, desconheço o que vai na cabeça dele. Como treinador, acho que complicou demasiado o seu jogo, os níveis de confiança baixaram, e um par de lesões não ajudou", rematou.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×