16/8/18
 
 
Lei Laboral. PS é contra a "oportunidade", "forma" e alguns dos "projetos apresentados"

Lei Laboral. PS é contra a "oportunidade", "forma" e alguns dos "projetos apresentados"

Miguel Silva Filipa Traqueia 14/03/2018 16:38

A dúvida sobre a posição do PS em relação aos projetos de lei apresentados pelo PCP e pelo Bloco de Esquerda, terminou com a declaração da deputada Wanda Guimarães

Wanda Guimarães, deputada do PS e vice-presidente da comissão de Trabalho e Segurança Social, garantiu no debate sobre a legislação laboral a pedido do PCP que os socialistas são "contra a oportunidade, contra a forma e, nalguns casos completamente contra os projetos aqui [no parlamento] apresentados".

Os projetos de lei apresentados pelo PCP, Bloco de Esquerda, PEV tinham como objetivo o final da caducidade da contratação coletiva, o fim do banco de horas individual e a reposição do princípio do tratamento mais favorável. 

"Não temos medo nenhum das alturas, podem-nos colocar à vontade em cima do muro, porque nós temos dado saltos muito positivos a favor dos trabalhadores do país", disse a deputada socialista. "Temos caído sempre de pé e assim continuará a acontecer. O que não irá acontecer é irmos a reboque de agenda dos outros partidos. Temos a própria agenda do PS, é essa que iremos cumprir a um ritmo que achemos necessário".

Wanda Guimarães recusou a ideia de "fazer do código de trabalho uma manta de retalhos" e lembrou ainda que a 23 de março está programada uma reunião com a concertação social onde será debatido, por exemplo, o fim do banco de horas individual. "Nós vamos ter em concertação social a discussão deste assunto, parece-nos que é completamente extemporâneo fazer uma legislação à pressa".

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×