18/9/18
 
 
SendEAT. Uma empresa que quer criar um “lifestyle product”

SendEAT. Uma empresa que quer criar um “lifestyle product”

Jornal i 28/12/2017 18:59

O pedido mais extravagante que já tiveram foi “um pedido de 100 caipirinhas para ‘reabastecer’ uma festa”

Criada em Setembro de 2016 por José Luís Gramaxo e Tiago Oliveira, a SendEAT apresenta-se como uma “solução autónoma e rápida que proporciona uma experiência mais simples e transparente para o cliente final”. À semelhança dos seus concorrentes, oferece a possibilidade de fazer a encomenda online, sendo o pedido “transmitido ao restaurante, que, ao aceitar, é alocado um estafeta de modo a fazer a recolha e entrega”, um processo capaz de ser totalmente automático tecnologicamente. 

Atualmente, a empresa apenas opera ao almoço, entre as 11h30 e as 14h30, e ao jantar, entre as 19h30 e as 22h30, mas brevemente irá disponibilizar um horário mais alargado, entre as 11h30 e as 24h.

O maior fluxo de encomendas acontece precisamente entre as 19h30 e as 21h30, a tradicional hora de jantar. O preço do serviço consiste no “valor a que o restaurante deseja vender” mais uma “taxa de entrega de 2,95 euros”. Trabalham apenas com métodos de pagamento informatizados, recusando pagamentos em dinheiro. Entre os primeiros encontram-se o pagamento por cartão de crédito/débito, referência multibanco ou por meio de TPA no ato de entrega.

Acompanhando a tendência de crescimento do mercado, os serviços da empresa têm crescimento cerca “50% ao mês”, não especificando o número das entregas diárias. Para os responsáveis da SendEAT, a “conveniência é a principal motivação para os clientes recorrerem a este tipo de serviço, algo que, esperam, possa ser “um lifestyle product, onde a SendEAT, fará parte das escolhas iniciais das pessoas”. 

A empresa não quer limitar os seus serviços à resposta a clientes ocasionais, a quem um dia não apetece cozinhar ou sair de casa, mas tornar-se uma opção frequente. E acreditam que já estão nesse caminho, com clientes que encomendam todos os dias, inclusive ao almoço e ao jantar. Entre os pedidos mais feitos encontram-se a “comida saudável”, “sushi”, “hambúrgueres”, comida “italiana” e comida “indiana”. 

O pedido mais extravagante que já tiveram foi “um pedido de 100 caipirinhas para ‘reabastecer’ uma festa”, precisamente uma tendência crescente no mercado internacional.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×