25/9/18
 
 
Julgamento de Bill Cosby fica 'sem efeito' por falta consenso do júri

Julgamento de Bill Cosby fica 'sem efeito' por falta consenso do júri

AFP Jornal i 17/06/2017 17:23

Comediante norte-americano é alvo de três acusações por abusos sexuais

O tribunal do condado norte-americano de Montegomey decidiu este sábado que o julgamento do comediante Bill Cosby, pelos crimes de abuso sexual, terá de ser anulado por falta de consenso entre os 12 jurados.

O juiz responsável pelo julgamento em Norristown, estado da Pensilvânia, declarou “mistrail”, uma figura jurídica que pressupõe o encerramento do julgamento, antes de alcançada a sua finalidade, devido a um erro de natureza processual.

A ausência de uma decisão unânime por parte do jurado é um dos casos que pode levar à referida decisão e foi precisamente o que aconteceu no julgamento de Cosby.

As cinco mulheres e sete homens que compunham o júri foram incapazes de chegar a acordo, depois de mais de 50 deliberações, e o juiz Steven O'Neill não teve outra hipótese senão declarar o julgamento sem efeito, deixando em aberto a possibilidade de o Ministério Público avançar para um novo julgamento.

Bill Cosby, de 79 anos, é acusado de ter drogado e abusado sexualmente de Andrea Constand, em 2004.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×