19/9/18
 
 
Sá Fernandes. “O que mais gostava era mesmo que o Afonso Dias dissesse aquilo que sabe”

Sá Fernandes. “O que mais gostava era mesmo que o Afonso Dias dissesse aquilo que sabe”

António Pedro Santos Raquel Carrilho 20/02/2017 14:16

O advogado da família do rapaz desaparecido há 19 anos comentou ao i a possibilidade de libertação do raptor

Após dois anos preso na cadeia de Guimarães, Afonso Dias poderá sair em breve em liberdade, uma vez que já cumpriu dois terços da pena a que foi condenado.

Esta é a segunda vez que o Tribunal de Execução de Penas pondera a libertação do ex-camionista, condenado a três anos de prisão pelo rapto de Rui Pedro, o menino que desapareceu em Lousada há quase 19 anos. O Tribunal de Lousada considerou provado ter sido Afonso Dias a levar Rui Pedro a uma prostituta, tendo sido esse o último momento em que o rapaz de 11 anos foi visto.

A primeira avaliação, considerada a mais exigente, pois tem a ver com “fatores de prevenção geral”, segundo explicou ao SOL o advogado da família de Rui Pedro, teve lugar quando Afonso Dias atingiu o meio da pena, mas a libertação foi recusada.

Agora, nesta segunda avaliação, e cumpridos dois terços da pena, são avaliados apenas fatores do percurso prisional. “É menos exigente, tem sobretudo a ver com o seu comportamento na prisão”, explicou Ricardo Sá Fernandes, acrescentando que, nesta altura, o tribunal estará a reunir todos os pareceres que é normal reunir nestas situações e só depois decidirá

Ainda assim, Ricardo Sá Fernandes prefere não se pronunciar quanto às expectativas que tem em relação à decisão que o tribunal irá tomar. “Tenho de confiar na avaliação do Tribunal, mas não quero exercer qualquer tipo de pressão.” Da mesma forma, o advogado afiança que também não serão tidos em conta fatores relacionados com a família de Rui Pedro, nomeadamente com Filomena Teixeira, que ao longo destes anos nunca deixou de dar a cara em busca da verdade em relação ao que terá acontecido ao seu filho: “O tribunal não vai ter em conta o que sente esta mãe, mas claro que, para a mãe do Rui Pedro, a ideia de ver o Afonso Dias em liberdade é algo terrível. Mas, repito, isso não vai influenciar o tribunal.”

Aquilo em que o advogado continua a insistir é no desejo de que Afonso Dias revele as informações que Sá Fernandes acredita que este possui: “Continuo a dizer que aquilo de que gostaria mesmo muito era que o Afonso Dias nos dissesse o que aconteceu com o Rui Pedro depois de saírem da prostituta. Mas ele não prestou declarações no tribunal, e continua sem revelar aquilo que gostaria que revelasse. E, repito, o que mais gostava era mesmo que ele dissesse aquilo que sabe.”

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×