26/5/19
 
 
Inglês pode deixar de ser língua oficial nas instituições europeias

Inglês pode deixar de ser língua oficial nas instituições europeias

AP António Bilrero 27/06/2016 18:32

O Brexit não para de causar danos.

O Brexit não para de causar danos. A próxima vítima pode ser a língua inglesa, a terceira mais falada do mundo, que pode vir a perder o estatuto de língua oficial no Parlamento Europeu (PE). Entretanto, em França, dois políticos locais – um de extrema-direita e outro de extrema-esquerda – ‘tocaram-se’ na argumentação e já vieram reclamar o fim do inglês nas instituições europeias.

A presidente da Comissão de Assuntos Constitucionais do PE, a polaca do Partido Popular Europeu Maria Hubner, alertou para a possibilidade de o inglês deixar de ser língua oficial da instituição, caso não haja uma alteração aos regulamentos.

A eurodeputada polaca explicou que qualquer país pode notificar os serviços de uma língua oficial de trabalho. Mas, no caso do inglês, esta língua foi apenas apresentado, há anos, pelo Reino Unido. A Irlanda avançou com o gaélico e Malta com o maltês.

"Sem o Reino Unido, não temos o inglês", comentou Maria Hubner.

Entretanto, em França, um autarca de extrema-direita da cidade de Beziers, Sul, veio escrever, na rede social twiter que a língua inglesa “já não tem qualquer legitimidade em Bruxelas”. Um outro político, este do Partido da Esquerda (extrema esquerda) recorreu também ao twiter para deixar uma mensagem: “O inglês já não pode ser a terceira língua oficial do Parlamento Europeu”.

A União Europeia tem 24 línguas oficiais e de trabalho.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×