24/10/19
 
 
Ana Sá Lopes 27/04/2016
Ana Sá Lopes
Política

ana.lopes@ionline.pt

Tudo muda. Os sapos agora já são docinhos

Jerónimo de Sousa é contra o Programa de Estabilidade. Ontem, teve de o afirmar com todas as letras, confrontado com a decisão do CDS de tentar forçar a votação do programa. E podia Jerónimo ser a favor do Programa de Estabilidade? 

Se fosse apresentado por um governo PSD - e até poderia sê-lo - um Programa de Estabilidade igualzinho ao que o governo vai discutir hoje, levaria um chumbo rotundo dos comunistas. Além das cedências em toda a linha a Bruxelas, o programa tem metas de redução do défice ao infinito, de cortes no consumo público e no funcionalismo público que nenhum comunista digno do título poderia aprovar. E no entanto, Jerónimo não só aceita tacitamente o Programa de Estabilidade como recusa o desafio da nova líder do CDS, Assunção Cristas, para que a esquerda o leve a votos.

Claro que Cristas deveria saber que a esquerda nunca aceitaria a votação do programa. Impedir a votação é a única armadura que PCP e Bloco de Esquerda têm relativamente a um texto que, não pondo em causa o acordo de mínimos olímpicos alcançado para apoiar o governo PS, é manifestamente contra os seus próprios programas eleitorais.

Mais do que o PCP, que voltou a insistir nas “contradições” pré-existentes ao acordo de esquerda - o escrupuloso respeito pelos compromissos europeus a que o PS se obrigou -, o Bloco foi mais longe e admite existirem coisas boas no Programa de Estabilidade, nomeadamente o facto de não prever, como aconteceu no documento apresentado no ano passado pelo governo PSD-CDS, cortes nas pensões no valor de 600 milhões de euros. A frase de Catarina Martins relativamente a toda a polémica é interessante: “Não vamos inventar problemas onde não existem.” Já no domingo, Jerónimo, confrontado com a proposta do CDS, tinha recusado “entrar na chicana política”.

Os sapos agora, aparentemente, tornaram-se docinhos - logo, mais fáceis de engolir. Mas o programa é um sapo para a esquerda. Comestível, mas sapo.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×