23/9/18
 
 
Despesas com condomínio. Truques para poupar

Despesas com condomínio. Truques para poupar

Sónia Peres Pinto 09/11/2015 18:39

Siga estas regras

Renegociar contratos

Os condomínios são obrigados a celebrar vários contratos: luz, água, gás e serviços de limpeza. A melhor estratégia é renegociar ou analisar a concorrência, sobretudo se os contratos forem antigos. Comece, por exemplo, pela manutenção do elevador, por regra a maior despesa do condomínio. Faça uma ronda pelas empresas da área e negoceie o melhor serviço: preço mais competitivo, facilidades de pagamento e períodos de manutenção gratuita. Veja com cuidado os contratos: há empresas que obrigam o cliente a desistir com a antecedência de 90 dias em relação à data de renovação.

Manutenção e obras

Contrate apenas empreiteiros credenciados pelo InCI. Para isso, certifique-se de que o alvará da empresa consta do portal do instituto. Não se esqueça que nem sempre o orçamento mais reduzido é a melhor escolha, uma vez que escolher o profissional “certo” pode poupar ao seu condomínio muitos euros em reparações sucessivas após intervenções mal efectuadas.

Reduzir despesas bancárias

Analise as despesas e as comissões que o condomínio está a suportar pela conta à ordem. É possível poupar mais de 100 euros por ano se optar pelo banco certo.

Investir no fundo comum de reserva

Não se trata de uma medida de poupança propriamente dita, mas permite rentabilizar a poupança do condomínio. O fundo destina--se a custear as despesas de conservação do edifício e tem de estar obrigatoriamente depositado num banco. Cada condómino contribui para esse fundo no valor correspondente, no mínimo, a 10% da sua quota-parte, competindo à administração geri-lo. Cerca de um terço dos condomínios aplicam-no em contas poupança-condomínio, mas estas nem sempre são rentáveis.

Multiriscos para partes comuns

Veja se está a pagar um preço justo para as coberturas contratadas e se essas são as mais adequadas ao seu condomínio. O ideal é contratar um seguro multirriscos-condomínio que englobe simultaneamente todas as partes comuns e cada uma das fracções autónomas. Feitas as contas, é mais barato do que um seguro individual e permite poupar alguns euros no final do ano.

Comunicar por email

A maioria da documentação do condomínio, incluindo as actas das assembleias, pode ser enviada por email. Assim economiza papel, fotocópias e despesas de correio. No caso das convocatórias para as assembleias, pode enviar a mensagem por email para os condóminos que aceitem ser contactados por esse meio e solicite uma mensagem de resposta, acusando a recepção. É essencial ter um documento “assinado” pelos condóminos a confirmar a recepção da convocatória.

Reaver quotas em atraso

É cada vez mais raro o condomínio que não sofre do mal de ter um ou mais condóminos com quotas em atraso. Em grande parte dos casos, o recurso aos julgados de paz ou aos tribunais, além de implicar despesas, de pouco adiantará. Mesmo com sentenças favoráveis, é difícil penhorar bens do condómino faltoso. Tente chegar a um acordo de pagamento como, por exemplo, aceitar que este pague a sua quota com maior flexibilidade temporal ou suporte um valor ligeiramente mais baixo do que o devido durante um certo período.

 

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×