18/7/18
 
 
Conto inédito de Valter Hugo Mãe editado em ebook
“Importa que a literatura encontre a sua paz com o futuro", disse o escritor

Conto inédito de Valter Hugo Mãe editado em ebook

“Importa que a literatura encontre a sua paz com o futuro", disse o escritor Jornal i 28/10/2015 18:17

"A menina que carregava bocadinhos" é editado esta quinta-feira.

A Coolbooks, chancela do grupo Porto Editora que publica exclusivamente no formato ebook (livro electrónico), edita na quinta-feira o conto inédito do Valter Hugo Mãe, “A menina que carregava bocadinhos”.

Em declarações à Lusa, Valter Hugo Mãe afirmou, sobre esta publicação em ebook: “Importa que a literatura encontre a sua paz com o futuro.”

“A edição digital, que entre nós ainda é residual, precisa de ganhar força, sob pena de se perder um caminho que já é inevitável”, realçou, em declarações a partir de Boston, nos Estados Unidos, onde se encontra numa residência para escritores.

Referindo-se à plataforma CoolBooks, que qualificou como “excepcional”, Valter Hugo Mãe declarou: “Gosto de pertencer à sua família, criando uma maior evidência em torno deste fenómeno [edição electrónica], que adiantará muito pouco querer ignorar”, e laçou uma advertência: “Quanto mais rejeitarmos as novas tecnologias para o mundo do livro, mais o livro estará limitado no futuro”.

“Ainda que adore o formato tradicional em papel, entendo ser muito pouco prudente abdicar de usar as tecnologias virtuais, porque elas tendem a dizer respeito a todo o espectro da passagem de informação”, ressalvou o autor.

O conto em formato digital tem seis ilustrações de Paulo Damião, e apenas duas delas serão integradas na edição do livro de contos em papel, com data anunciar.

Descarregar o conto a partir da plataforma digital custa 02,60 euros, informou a Porto Editora.

Valter Hugo Mãe nasceu há 44 anos, em Vila Henriques de Carvalho, no leste de Angola, e, em 2007, venceu o Prémio José Saramago pelo romance “O remorso de Baltazar Serapião”.

Além de romances, o autor tem publicado livros de poesia e de literatura infantil, colaborou com um canal televisivo, fez já uma exposição de artes plásticas, no Porto, e colaborou em projectos musicais, nomeadamente com Paulo Praça.

Em 2012, o romance “A máquina de fazer espanhóis” valeu-lhe o Prémio Portugal Telecom, na categoria de Melhor Romance, e arrecadou também o Grande Prémio Portugal Telecom.

Lusa

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×