5/8/20
 
 
Simone de Oliveira condecorada
Cavaco distinguiu Simone numa cerimónia no Palácio de Belém

Simone de Oliveira condecorada

Cavaco distinguiu Simone numa cerimónia no Palácio de Belém MÁRIO CRUZ Jornal i 08/10/2015 13:24

O Presidente da República, Cavaco Silva, condecorou hoje a "grande figura da cultura portuguesa" Simone de Oliveira, associando a República portuguesa ao "reconhecimento generalizado" que a população tem pela cantora e actriz.

"Hoje entendi que a República portuguesa se devia associar à homenagem que Portugal presta a Simone de Oliveira, seguindo, aliás, o reconhecimento generalizado por parte da população portuguesa e, por isso, em reconhecimento do seu contributo para o património cultural português decidi atribuir-lhe a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique e quero dizer que é com muita satisfação, com honra, que lhe irei impor a respectiva insígnia", afirmou Aníbal Cavaco Silva.

O chefe de Estado distinguiu Simone de Oliveira numa cerimónia no Palácio de Belém, um dia depois de a artista completar 58 anos de carreira, assinalados num espectáculo no Teatro São Luiz, em Lisboa.

"Hoje, a República portuguesa presta homenagem a uma grande figura da cultura portuguesa que os portugueses têm admirado ao longo do tempo, nos palcos, no teatro, na televisão e no cinema. Cinquenta e oito anos, uma vida, uma vida dedicada ao espectáculo. Simone de Oliveira tem sido uma referência para vários artistas em Portugal", afirmou Cavaco Silva.

O Presidente sublinhou que "pela sua voz, o grande público português contactou com grandes poetas: Ary dos Santos, David Mourão Ferreira, Camões, Pessoa e outros".

"Quem não se lembra de sucessos como ‘Sol da Inverno', ‘A desfolhada', que ainda hoje são marcos na música ligeira portuguesa? Eu lembro-me bem", disse.

O chefe de Estado destacou que Simone de Oliveira "enfrentou grandes desafios na sua vida profissional e também pessoal" e o "que sobressai é acima de tudo uma grande coragem, uma resistência, não baixar os braços, não desistir, determinação para enfrentar esses grandes desafios que viveu ao longo da sua vida".

No agradecimento, Simone disse que se o pudesse fazer a cantar, fá-lo-ia.

"Mas como diria o poeta, as palavras estão gastas. É uma honra muito grande, agradeço muito a todos, ao país, aos poetas, aos músicos e a si, senhor Presidente, aquele abraço de respeito, de ternura", afirmou Simone de Oliveira.

Lusa

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×