29/5/20
 
 
Perfil. Alexandre Soares dos Santos
Alexandre Soares dos Santos é um crítico do valor actual do salário mínimo

Perfil. Alexandre Soares dos Santos

Alexandre Soares dos Santos é um crítico do valor actual do salário mínimo Filipe Paiva Cardoso 15/08/2015 21:13

O milionário que criticou o valor do salário mínimo.

Alexandre Soares dos Santos é a cara da Jerónimo Martins, dona do Pingo Doce, tanto que o empresário acaba por vezes a ser referido como o “Sr. Jerónimo Martins”.

Nasceu em 1934, filho de Elísio Alexandre dos Santos e Maria da Conceição Soares dos Santos, neto de Francisco Manuel dos Santos, a quem foi buscar o nome para a fundação que o seu grupo lançou em 2009.

Estudou no Porto e chegou a frequentar a licenciatura em Direito, já em Lisboa, curso que acabou por deixar cair para iniciar a actividade profissional. Esta opção acabou por levá-lo a mudar-se para a Alemanha com 22 anos, já ao serviço da Unilever, tendo durante seis semanas experimentado ser operário no turno da noite e depois vendedor durante cinco meses.

O percurso profissional no estrangeiro seria interrompido pela morte do pai, em 1969, ano em que Soares dos Santos já era director de marketing daUnileverBrasil. Regressou ao país e assumiu a presidência daJerónimo Martins. A expansão internacional foi a sua grande prioridade a partir de então.

Com a revolução de Abril, a actividade industrial da Jerónimo Martins absorveu as empresas Fima, Lever e Iglo, com o grupo a iniciar uma caminhada que o levou a ser hoje um dos dois maiores grupos de distribuição alimentar de Portugal. É na Polónia que se encontra um dos seus investimentos mais rentáveis, na cadeia de distribuição Biedronka, destacando-se também a presença daJerónimo Martins em parcerias com os ingleses da Booker ou os holandeses da Ahold, com quem esteve em 106 lojas. 

Com uma fortuna avaliada em dois mil milhões de euros, Alexandre Soares dos Santos é um crítico do valor actual do salário mínimo, que considera muito baixo – uma questão de perspectiva.

Em Setembro de 2014, Soares dos Santos criticava os jornalistas:  "Vocês têm muita culpa quando escrevem ou dizem, ‘reforma milionária de cinco mil euros’. Onde é que isso é milionário? E quanto é que fica para a pessoa?”

Um pormenor terá escapado nesta análise: num país de ordenados médios a rondar os 700 euros líquidos, uma reforma de cinco mil euros é vista por muitos como uma fortuna. É que... quanto ficará para a pessoa que ganha 700 euros?

Soares dos Santos, que se identifica como “católico, crente e praticante”, abandonou recentemente a presidência da Jerónimo Martins, cuja liderança foi herdada por Pedro Soares dos Santos – que já era CEO do grupo desde 2010. “Comecei a desmamar da Jerónimo Martins em Julho de 2012”, explicou sobre a renúncia gradual. 

Soares dos Santos é um homem com um longo percurso que espera, no final de tudo isto, reencontrar o pai e “ter umas conversas com ele”, até porque, como confessou ao “Público”, muitas das decisões que foi tomando na sua vida foram em diálogo com o pai: “Sabe que discuto muito com ele, ainda hoje.”

Ler Mais

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×