13/12/18
 
 
Vinha das Virtudes: o bom será inimigo do óptimo?

Vinha das Virtudes: o bom será inimigo do óptimo?

Antonio Mendes Nunes 27/07/2015 18:07

Quando o gosto pelo sossego do campo se conjuga com o desejo de produzir um vinho de alta qualidade acontecem projectos como o da Vinha das Vurtudes, noa arredores de Évora

José Rodrigues, empresário da zona de Setúbal, encontrou no Monte da Ribeira, a cerca de 10 km de Évora, o sítio que procurava para conciliar o seu gosto pelo vinho com o desejo de um refúgio calmo, no campo, para partilhar com a família.
Este monte era parte da Herdade da Avessada, uma grande propriedade que foi desmembrada e vendida em lotes. Aquele onde está plantada a Vinha das Virtudes, chamado de Monte da Ribeira, tem cerca de 13 hectares, dos quais 2,5 de vinha, já que a sua localização numa zona de paisagem protegida pela Rede Natura 2000 não lhe permite expandir-se livremente.
A compra aconteceu em 2011 e só havia a casa. Depois veio um tractor e foi preciso um abrigo para ele. Os mesmos problemas de área construída resolvidos e a obra foi começada, mas rapidamente virou adega. Já havia tractor e adega começada, mas ainda não havia vinha, que só começou a ser plantada entre Abril e Maio de 2012, com as castas que o proprietário mais aprecia: aragonês, touriga nacional, alicante bouschet, syrah e cabernet sauvignon. Com uvas compradas, começaram a fazer vinho e foi necessário encontrar um enólogo. A escolha recaiu no eng.o Pedro Baptista, o responsável por um vinho alentejano famoso, o Pêra-Manca, da Fundação Eugénio de Almeida. Neste momento tem capacidade instalada para a produção de 45 mil garrafas. Os rótulos são desenhados pela designer Rita Rivotti.
O nome da sua vinha, das Virtudes, é inspirado no poema épico “Psychomachia”, escrito pelo poeta romano Prudêncio (348-410), que fala sobre a batalha das boas virtudes contra os vícios malignos. Ora os seus vinhos têm os nomes latinos dessas virtudes. Para já, a gama de entrada, que se chama Liberalitas, e a de topo, que se chama Humanitas e de que damos notas de prova.
Está previsto (ou desejado?) um topíssimo de gama que o dono da Vinha das Virtudes gostaria que, um dia, se pudesse comparar a um Barca Velha ou a um Pêra--Manca e que se chamará Humilitas.
As coisas têm corrido bem, e as sete mil e tal garrafas de 2013 subiram em 2014 para as 25 mil, que foram colocadas em restaurantes e garrafeiras das zonas de Setúbal e Évora, começando agora a chegar às zonas de Lisboa, centro e Porto.

Liberalitas branco 2013 – 8,50€ Na Vinha das Virtudes não existem castas brancas. Para fazer este vinho, José Rodrigues compra as uvas brancas ao técnico que lhe trata das vinhas e que é também agricultor. É um antão vaz fermentado em inox com estágio sobre borras finas com batonnage. Foi engarrafado no início de Junho de 2014. Aroma de fruta madura e boa frescura que se mantém na boca. É um vinho com um bom pendor mineral e com uma ponta de tanino seco no final que pede comida. Foram feitas 1600 garrafas e é um vinho que gosta de ser bebido com acompanhamento. 12% de álcool.

Liberalitas rosé 2014 – 8,50€ Lote de syrah e touriga nacional num vinho bastante contido em termos de aroma. Com a temperatura um pouco mais elevada, o vinho expressa-se melhor. Na boca apresenta complexidade, leve tanino e boa frescura, com estrutura suficiente para ser um belo rosé para a mesa. 13,5% de álcool.

Liberalitas tinto 2013 – 8,5o€ Lote de três castas, herdando a elegância do syrah, a fruta e os taninos do aragonez e a acidez do alicante bouschet. Bela estrutura de boca, bons taninos, final elegante com fruta de boa qualidade. É um alentejano pouco comum pela sua boa frescura. 13% de álcool.

Humanitas tinto 2013 – 16€ Um monocasta syrah com aroma que lembra bosque, fruta madura com um toque balsâmico (talvez eucalipto). Na boca mostra fruta e frescura; os taninos estão presentes, mas são muito elegantes. Estagiou 15 meses em barricas novas de carvalho francês e vai crescer muito com o tempo. 14,5% de álcool.

Iniciar Sessão
Esqueceu-se da sua password?

×
×

Subscreva a Newsletter do i

×

Pesquise no i

×