Autoeuropa admite ‘grande hipótese’ de layoff

Autoeuropa admite ‘grande hipótese’ de layoff


A possibilidade de um eventual recurso ao layoff ocorre um mês depois de os trabalhadores rejeitarem um pré-acordo laboral


A Autoeuropa admitiu que «existe uma grande hipótese de entrar em layoff na segunda quinzena de julho» devido à falta de semicondutores que tem obrigado a várias paragens na produção.

A possibilidade de um eventual recurso ao layoff ocorre um mês depois de os trabalhadores rejeitarem um pré-acordo laboral, negociado entre os seus representantes e a administração da empresa, que previa um aumento salarial global de 4,6% para os próximos três anos.